quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Partidas de Carnaval

Quando criei este blog, nunca pensei que fosse para relatar assuntos negativos. Mas a verdade é que temos de estar preparados para os mesmos e conseguir superá-los. Mas do que é que na realidade eu estou para aqui a falar? Da minha primeira lesão.

Como relatei no resumo semanal, andei com uma contratura durante a semana toda. Segunda-feira quando treinei, embora o treino tenha decorrido como planeado (recuperação, forçando só nos últimos quilómetros, quando fui para alongar senti umas dores na perna direita como ainda nunca tinha sentido. Não conseguia esticar a perna, mal conseguia pousar a mesma no chão. Na terça-feira de Carnaval, como os transportes pensavam que era feriado, aproveitei para ficar por casa a trabalhar. Ao final da tarde sentia-me mesmo muito bem para ir treinar, mas toda essa vontade desvaneceu-se quando comecei a correr o primeiro quilometro. Estava sempre a coxear, não conseguia aumentar o ritmo para o que desejava (nem perto disso) e o impensável para mim aconteceu: tive de parar. Sentei-me, levantei-me, mais um quilometro e nova paragem. Foi assim durante uma hora e meia (para um treino que deveria ter sido de uma hora). Cheguei esgotado mentalmente a casa e chateado comigo próprio. Porque? Porque disseram-me bem mais que uma vez para ir fazer uma sessão de fisioterapia na segunda à tarde e eu por teimosia/forretice/ignorância não fui. 

Ontem passei o dia todo a coxear, no treino depois de aquecer até me sentia mais ou menos para fazer as séries, mas dei o braço a torcer, falei com o treinador e fui apenas 'rolar' mais um bocado. No final do treino lá marquei uma sessão com o fisioterapeuta para hoje. Tentei treinar hoje de manhã mas passado 500 metros tive de parar, pois (desculpem-me o termo) parecia um aleijadinho a correr.

Portanto, hoje lá tive a minha primeira sessão de fisioterapia. Não foi aquilo que estava à espera. Pensei que ia levar uma massagem de me levar às lágrimas (de dor), mas foi um tratamento completamente diferente. Uma espécie de acupuntura com choques, durante cerca de meia-hora. Pronto e findo isto, sim levei uma massagem que me doeu bem mais que os choques. Mas quando me levantei e dei alguns passos foi uma sensação fantástica, praticamente sem dores nenhumas e livre de movimentos.

Com esta brincadeira toda, eu estava com uma contratura grave, e se não fosse a minha teimosia/forretice/ignorância o tratamento não tinha sofrido este tratamento de choque (literalmente). Concluindo, a força de vontade é muito bonita mas nestas questões o melhor é deixar a cabeça funcionar, e deixar a força de vontade apenas para as provas onde ela é realmente precisa.

Abraços e beijinhos a todos, e desculpem o post longo :)

4 comentários:

  1. até choques levaste lol isso foi forte! para a próxima já vais mais cedo :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim foi a primeira vez, mas serviu para aprender a lição lol :)

      Eliminar
  2. Muito bom :)

    Também me iniciei na corrida a poucos meses, atualmente tou parado devido a uma lesão nos tendões do joelho. Estou a fazer fisio (10 sessões) e a ver como me sinto depois. O fisiatra disse que a dor era da postura na corrida, de me inclinar demasiado para a frente.
    A unica prova que fiz foi de Luzia Dias em que fiz 10km 43'. A partir daí as dores foram mtas e não me foi possível correr mais. Boas corridas e espero encontrar-te nas próximas provas :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se foi realmente a tua primeira prova, foi um excelente tempo! Também me parece que ainda vou precisar de mais um sessão, mas mais logo vou testar a 'máquina' para ver como me sinto.

      Com certeza nos encontraremos :) As melhoras e bons treinos!

      Eliminar