quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

E o próximo desafio é...

Vou fazer uma maratona! Um trail! Um ultra trail! Um duatlo! Um tri... Ok chega de parvoíce... Acabei de enumerar tudo o que não quero fazer ou que apenas pretendo fazer daqui a alguns anos.

O meu próximo desafio, é literalmente a sua tradução para inglês, ou seja, vou fazer um challenge, em concreto o Challenge da Caparica. E qual a razão disto? Sempre gostei do conceito de provas por etapas. Ler sobre a experiência do João na ENDURrun também ajudou a manter ao longo deste tempo todo o bichinho de fazer algo por etapas no mundo da corrida. Claro que nem se pode comparar o que ele passou ao que eu vou fazer, mas aqui na zona de Lisboa é a experiência mais parecida que eu poderei ter.

Para quem não sabe o Challenge da Caparica é composto por três provas:
Fonte: Xistarca
  1. Corrida de Praia - 5km - Sexta-feira dia 10 de Fevereiro às 20h30
  2. Corrida de Cross - 4.5km - Sábado dia 11 de Fevereiro às 10h30
  3. Corrida de Estrada - 10km - Englobada no 18.º Grande Prémio do Atlântico, no domingo dia 12 de Fevereiro às 10h00
Não estou preocupado com o acumular de quilómetros das 3 provas, nem com o pouco tempo de recuperação entre as mesmas. Isso tenho a certeza que será o menor dos meus problemas. Tenho essencialmente medo do primeiro dia. Nunca fiz uma prova na praia, aliás, praticamente nunca corri na praia. Este é um ponto que gostava de limar até ao dia da prova mas temo que já não terei tempo para isso. A prova de cross deverá ser um pouco sofrida como é normal deste tipo de provas, mas sendo tão curta esse sofrimento acabará depressa.

No domingo será o grande desafio, até porque a minha equipa da Associação Vale Grande estará presente e tentaremos atingir o lugar mais alto do pódio por equipas no GP do Atlântico. Esperemos que o tempo não esteja como o ano anterior e que não haja a ventania que me relataram.

E pronto vai ser este o meu próximo grande desafio. Sei que não é uma prova de renome e que provavelmente nem terá centenas de participantes (o ano passado teve cerca de 70) mas pelo menos o GP do Atlântico já será mais desafiante. Até já!

Fonte: Xistarca

2 comentários:

  1. Interessante conceito que apenas a presença de corrida em praia impede que um dia a faça (coloco demasiado o pé de lado o que facilmente daria em entorse)

    Força para mais um grande resultado!

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois vamos ver se desengonçado como eu sou para tudo o que não seja estrada, se a coisa não corre mal ehehe

      Esperemos que assim seja João, obrigado!

      Abraço

      Eliminar