segunda-feira, 8 de julho de 2019

18ª Légua Noturna – Cidade de Odivelas

O fim da época aproxima-se a passos largos e com isso vêm aquelas provas típicas de final de época. Na minha ainda curta carreira desportiva, uma prova que tem sido hábito para mim estar presente é a Légua Noturna de Odivelas. Nas últimas duas épocas (há dois anos ainda participei devagarinho pois estava lesionado) a prova bateu no fundo pois retiraram qualquer espírito competitivo à prova e sendo esta uma prova que já tinha alguma tradição na cidade, foi o que bastou para o ano passado nem sequer ter ouvido falar da prova apesar da mesma ter acontecido. Este ano a prova voltou a ter um espírito competitivo e os resultados estão à vista: inscrições esgotadas, bons atletas presentes e uma cidade animada.

Na roda vida que tem sido a minha vida desde o fim de 2018, este fim de época está a ser gratificante para mim pois estou a conseguir recuperar alguma capacidade física (em termos de velocidade) que já nem me lembrava ter. Estou-me a sentir bem nos treinos e apesar do descanso não corresponder ao ideal, nem tudo está mal. Foi assim que me apresentei no sábado na linha de partida, animado, bem fisicamente mas sem saber se o meu meu corpo iria corresponder ao exigido.

A partida foi dada em bom ritmo. Eu apresentava-me no bloco de partida numa segunda linha e tive que ultrapassar alguns atletas para me pôr lado a lado com o grande José Gaspar. Ora bem acho que o acompanhei durante... 10 segundos. A partir daí, não sei bem que mudança é que o Gaspar meteu, que mesmo que quisesse, não conseguia ir atrás dele. Segui então num grupo composto pelo meu colega de equipa Francisco Pedro, Paulo Gomes e Edmir Correira. O Paulo lançou-se para a frente e o Francisco e o Edmir foram atrás dele. Estava a custar-me entrar no ritmo louco que uma légua exige e a distância que estava a perder para estes atletas demonstrava isso.

Fonte: Running & Medals
Quando estávamos a chegar perto do Strada Outlet, aparece mais uma subida e aqui percebi que podia ser o ponto de viragem. Carreguei e tentei fazer valer aquilo que outrora já foi um ponto forte meu: a facilidade em subir. Quando acabou a subida já corria lado a lado com os atletas que mencionei e estava de novo em prova. Fizemos um retorno e começámos a passar por todos os atletas que seguiam atrás de nós. Obrigado a toda a gente que disponibilizou um pouco da sua energia para me dar força! Desculpem não ter retribuído mas estava a correr praticamente no limite!

Lentamente eu, o Francisco e o Edmir fomos-nos afastando do Pedro, e em poucas centenas de metros ficámos apenas eu e o Francisco. Como em tantas outras provas, eu e o Francisco seguíamos lado a lado em excelente ritmo. Ao chegar aos 3.5 kms o Francisco diz-me que já não estava a conseguir aguentar o ritmo, tentei puxar por ele mas em pouco tempo fiquei a correr sozinho.

Fonte: Running & Medals
O último quilómetro da prova foi um martírio. Puxava, puxava, mas as pequenas inclinações não ajudavam a manter o ritmo. Perto da meta, passo outra vez pela mesma subida que no início da prova (não a mencionei mais atrás) e foi altura de cerrar os dentes pois não podia abrandar. Quando voltei a descer, dei tudo o que tinha.

Passar a meta na minha cidade é sempre uma sensação especial. Passando em 2º lugar da geral e 1º do escalão, essa sensação consegue ser ainda melhor. O ritmo esse, foram uns agradáveis 3:18/km, para 4.8km feitos em 15m53s.


Resta-me agradecer à minha cidade por me voltar a fazer ter gosto a correr nas provas locais. Só dois apontamentos: a prova ter mesmo 5 quilómetros (afinal é uma légua), ter classificações coletivas (tenho a dizer que este ano o Vale Grande ganhava fácil ehehe) e não juntarem os escalões sénior com Veterano I. De resto, bem vinda de volta Légua Noturna de Odivelas!


Resultados: 18ª Légua Noturna – Cidade de Odivelas

2 comentários:

  1. Muitos parabéns por mais um fantástico resultado!
    Essa prova parecia que estava a definhar mas, felizmente, revitalizou.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Os meus parabéns para essa prova corrida á Speedy Gonzalez :)
    Isso é voar.
    MIKE
    Happyrun

    ResponderEliminar