domingo, 9 de junho de 2013

BES RUN CHALLENG3 Lisboa (Corrida de Santo António)

Boas pessoal! Essa semana como foi?

Hoje para além de ir falar sobre esta prova, aproveito e falo um pouco da minha semana. Depois do empeno que foram as séries do sábado passado, tinha decidido fazer uns dias de de bicicleta para curar algumas mazelas. Resultou bastante bem, comecei a sentir-me bastante melhor, mas claro que ir ao treino de séries na quarta destruiu um pouco essa melhoria. Claro que em termos de esforço fisico me senti melhor que no sábado, apesar de não ter feito grandes tempos por ai além (10x400m para 75''/76'').

Depois da descrição da semana, o que esperar para esta prova? O pior claro. Para melhorar o sentimento negativista, só ver o tempo sábado de manhã assustava. Mas o tempo lá acabou por melhorar duas horas antes da prova, e eu apesar de sentir dores no piramidal e atrás do joelho (ciático? gémeos?), sentia-me bem fisicamente. 


Depois do aquecimento com o Miguel Heitor, siga para a partida. Mais uma vez, pude partir junto dos 'melhores', pois tinha dorsal da Elite B. Depois da partida e passados os primeiros quilómetros (e ainda a parte mais esburacada do percurso), já estava livre de dores, mas ai dei de caras com a realidade: o objetivo de fazer abaixo dos 37 minutos ia ser praticamente impossível. Sentia-me bem fisicamente, mas ia no meu limite e não estava a conseguir manter um ritmo certo. Depois daquele último quilometro meio inclinado, lá cortei a meta com um tempo de chip de 37:02 (a minha cara de desalento diz tudo).


Vamos a contas: o meu objetivo não foi cumprido, mas bati o meu recorde pessoal por 2 segundos. Fiquei em 60º da geral (de 2323) e em 18º (de 509). Na classificação das três corridas, fiquei em 62º da geral (de 1427) e em 13º (de 337). Nada mau para quem foi a Sintra praticamente passear.

Quero deixar a menção honrosa ao Miguel Heitor, pois conseguiu finalmente baixar dos 40 minutos, e logo em 1 minuto e meio! Parabéns, eu sempre te disse durante a época do que tu eras capaz :) E és capaz de bem melhor!

E agora o futuro? Pois bem, tenho tensões de parar esta semana. Vou apenas fazer bicicleta, e tentar recuperar de tudo o que me tem afetado. Por outro lado, marquei uma avaliação para verificar o que realmente se passa com a minha estrutura, mais concretamente, se preciso de palmilhas para corrigir/compensar alguma coisa de estranho na minha postura.

Não sei quando voltarei a postar, mas de certeza que ainda alguma coisa antes da época terminar por completo :)

Beijinhos e abraços a todos, e bons treinos!



6 comentários:

  1. Cara de desalento com um grande resultado como esse? :)

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João, mas pronto a ambição já fala mais alto, e queria nem que fosse 36:59 :) Mas claro, estou contente, quase um mês parado e faço este tempo? Não posso pedir mais :)

      Um abraço João

      Eliminar
  2. Vitor no desporto nao vivemos unicamente de vitorias, conquistas e objetivos cumpridos, faz parte deste modo de vida que escolheste os fracassos e derrotas, as forma como encaramos e conotamos estas palavras é que poderão ser distintas, fracassar, perder, nao quer dizer que não estamos num bom caminho, é uma forma de nos motivar para trabalhar mais, com a dedicação que tens sabemos que o objetivo de hoje nao cumprido, será amanha amplamente superado, continuo a achar-te que tens um valor incrivel na modalidade que decidiste praticar, e vejo em ti um grande futuro. Um grande abraço e ficas-me a dever uma voltinha de bike durante o defeso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Leo, sem dúvida que este foi de aprendizagem e de me preparação psicológico se quero continuar nesta modalidade!

      Sim, mais daqui a pouco tempo quando tiveres uma volta mais pequena, espero conseguir acompanhar-te :)

      Um abraço!

      Eliminar
  3. Parabéns Vítor. A gestão das expectativas é também uma importante fase do treino. Lembro-me que quando treinei mais forte para uma Meia-Maratona fiquei relativamente desalentado quando percebi que tinha melhorado menos de cinco minutos, em relação à primeira prova, onde não tinha treinado sequer...

    Aproveite para conhecer o meu novo blog. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu deixei-me levar pelas expetativas, pois com um mês praticamente sem treinar como podia pedir melhor? Para o ano há mais!

      Já está adicionado à lista de leitura diária ;)

      Um abraço

      Eliminar