segunda-feira, 3 de março de 2014

20 km Cascais

Depois de uma semana em que subi a intensidade dos treinos, o derradeiro treino da semana chegou. Embora eu quisesse encarar estes 20 km Cascais apenas como um treino intenso, acabou por ser uma prova com um misto de emoções, que eu sinceramente ainda nem sequer assimilei.

Com um percurso que já de si não é fácil, as condições climatéricas prometiam não facilitar. Acabou por não chover, mas o vento não deu tréguas e apesar de não ser muito forte, foi o maior adversário da primeira parte do percurso. Mas voltando ao inicio da prova, esta iniciou-se de forma incompreensível uns bons 10/15 minutos mais tarde, causados pela falta de organização e rapidez na distribuição dos dorsais, tal como uma ainda maior falta de organização na distribuição das pessoas pelos blocos de partida. Após o sinal de partida demorei cerca de dois minutos a chegar à linha de partida, ilustrando bem a confusão que foi o início desta tradicional prova.

Fonte: Ganhar Saúde
Passando a confusão inicial em que tive de correr pela calçada para ultrapassar os corredores mais lentos, tentei estabilizar o ritmo mas sempre muito a medo. Já à muitos meses que não corria abaixo dos 4:00m\km e o meu objetivo era fazê-lo durante 20 quilómetros. Os quilómetros iam passando e o ritmo aumentando, encorajado pelas caras conhecidas (companheiros de treino até à algum tempo atrás) que ia vendo passar. Chega a segunda parte do percurso e mantendo o ritmo alto, chega a maior surpresa que a organização reservou: a marcação dos quilómetros estava errada, fazendo com que a distância do percurso tivesse sido no total 21 quilómetros.

Fonte: Atletismo Magazine Modalidades Amadoras
Mesmo com mais um quilómetro feito, o meu objetivo foi cumprido: fazer os 20 km em menos de 1 hora e 20 minutos. A prova em si (ou seja os 21 km) foi feita em 1 hora, 22 minutos e 45 segundos, ficando em 74º da geral (em 2334) e 30º do escalão (em 378). Foi um excelente retorno às provas e um excelente treino para a meia maratona (que não sei se irei ainda). O bichinho do atletismo continua bem vivo dentro de mim e veremos se não irei fazer uma visita ao meu antigo clube brevemente.

Nota final para a HMS, que nas poucas provas que já participei desta organizadora de eventos, metade correram bem, a outra metade apenas pareceu uma versão abrilhantada da Xistarca: mais publicidade, mais divulgação e mais poder económico, mas as mesmas falhas e incompetência que são incompreensíveis a organizadoras de provas de atletismo em que os requisitos de gestão e organização não são assim tão complexos e complicados. Depois desta experiência, provavelmente foi a primeira e última vez que fui à I Meia Maratona de Cascais. Desculpem, 20 km Cascais.

4 comentários: