domingo, 14 de dezembro de 2014

57º Grande Prémio de Natal

Durante as últimas 4 semanas um dos meus pensamentos foi: mas porque raio haveria eu de fazer 4 provas seguidas? Enfim. Se a parvoíce pagasse imposto. Com o GP Natal de hoje acabou este ciclo, que apesar de ter sido bastante positivo com recordes pessoais e dois pódios, foi também cansativo pois exige um constante esforço/recuperação. E acima de tudo retira a paz de treinar sem preocupações sempre com o pensamento na cabeça que não podemos dar cabo do corpo no treino porque temos de estar em forma para a prova que se aproxima.

Depois destas 3 semanas de grandes esforços, culminando com a meia maratona no último domingo, eu hoje não me sentia a 100%. Tenho tido algumas dores que não tenho recuperado como deve ser e com o frio que se tem sentido ainda mais preso me sentia. Depois de um bom aquecimento, foi altura de ir para a partida, que devido à quantidade de gente que já lá estava, me obrigou a andar a fazer salto ao eixo na grades para poder ficar bem colocado. Esta prova começava às 11 da manhã mas antes disso já andavam a dizer que as provas anteriores (dos outros escalões) estavam atrasadas, porém começou à hora exata. Esta prova marcou também o meu regresso com a camisola do CDUL, que visto sempre com o maior prazer!

Fonte: Portugal Running
Os primeiros quilómetros realizaram-se num bom ritmo sempre abaixo dos 3:30\km, ritmo que começa a ser agradavelmente uma norma nas minhas provas. É sinal que o esforço dos treinos está a fazer efeito. Já lá dizia umas das típicas frases motivacionais: não fica mais fácil, nós é que ficamos mais fortes. Mariquices à parte, os restantes quilómetros foram feitos sempre na "red line" com as descidas e subidas dos túneis de Lisboa, principalmente devido a três atletas que seguiam comigo e com um deles a dizer-me para irmos buscar o grupo da frente. Se não fossem eles, talvez não me sentisse picado para puxar tanto.

Fonte: Amantes da Corrida
Depois do 8º km (o pior para variar), seguiram-se os dois quilómetros famosos que vão desde o Saldanha aos Restauradores. Sendo honesto e bastante direto: eu sou uma merda a descer. Não há outra palavra que o defina. No último quilómetro, consegui perder 3/4 lugares. Não que isto me chateie assim tanto afinal não iria fazer diferença nenhuma em relação aos primeiros lugares mas é sinal da minha fraca prestação a descer.

(Grande foto, obrigado!)
Acabei por passar a meta com 33''53', baixado assim (outra vez) a minha melhor marca aos 10 km! É verdade que a descida final ajudou muito mas o restante percurso acaba por ser de alguma dificuldade com sucessivas descidas e subidas. Este tempo acaba por ser um recompensa brutal depois destes meses de trabalho. Quanto à classificação, fiquei em 17º do escalão (em 272 classificados) e em 26º da geral (de 1665). Nada mau tendo em conta que houve dinheiro à mistura.

Agora segue-se uma semana contranatura que muita gente não concordará: vou descansar, fazer algum descanso ativo e passivo, dar descanso ao corpo. A época é longa, eu não sou de ferro e quem manda sou eu :)

12 comentários:

  1. PARABÉNS por mais um fantástico record! És uma máquina impressionante!!!

    E fiquei a saber que não sou só eu que sou uma merda a descer :)
    Orgulho-me que até subo bem mas a descer sou uma desgraça. E para dizer a verdade, até abrando mais do que poderia pois caso contrário os joelhos começam a berrar e prefiro perder ali tempo do que perder corridas para a frente...

    Acho que fazes muito bem dar agora um descanso. É merecido! :)

    Um abraço e, mais uma vez, parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado grande João!

      Eu também me retraia bastante a descer, mas é que agora até já tento meter na cabeça "deixa-te ir porra!" e mesmo assim não é suficiente para andar mais rápido! Uma lacuna a melhorar :)

      Um grande abraço!

      Eliminar
  2. Boas Vitor!

    Acho que tens de aprender a conviver com aquela sensação de não estar a 100 % e ainda assim bater recordes pessoais. Se calhar é mesmo assim que vivem os campeões, resultado dos treinos intensivos que fazem... sempre com essa sensação!
    Mais uma vez superaste o teu melhor tempo, PARABÉNS!

    Estás só a ca. 6 minutos do Mamede... :)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo conselho Luis!

      Eheh falta um bocadinho "assim" :)

      Um abraço!

      Eliminar
  3. Sub 34 :O Estás imparável! Não vais a nenhuma São Silvestre?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe! Vou à de Lisboa, mais por "divertimento" (entre aspas porque é um divertimento doloroso :p) do que para competir. Ainda não tenho nível para ir competir à Amadora ou coisa parecida :)

      Um abraço!

      Eliminar
  4. Ver se nos encontramos por lá :) Na partida claro ehehe Abraço e bom descanso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se me vires, vem ter comigo! :)

      Obrigado, um abraço!

      Eliminar
  5. 33'53" - Fónix.... Grande canhão!!!!!! Muitos parabéns!

    ResponderEliminar
  6. Olá, peço desculpa a intrusão, mas sabes onde posso encontrar as fotos do Marcelino de Almeida?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,

      Podes encontra-las aqui https://www.facebook.com/marcelino.almeida.7/media_set?set=a.10203304323597494.1073741947.1492304781&type=1&pnref=story

      Eliminar