segunda-feira, 8 de junho de 2015

Corrida de Santo António 2015

Pelo 4º ano consecutivo, estive presente na Corrida de Santo António ou como lhe costumo chamar em outros ambientes, a corrida do manjerico. A diferença para os outros anos foi a jornada dupla que este fim de semana iria ter, tendo esta prova no sábado e a Corrida do Oriente no domingo. Mas fatos à parte, em anda isto iria influenciar os meus objetivos para a prova. O percurso nesta prova tem características perfeitas para recordes pessoais (reais, não como os recordes batidos em provas com 2 km a descer e contra mim falo) e em conjugação com a excelente moldura humana que a prova apresenta, é quase perfeito. Digo quase porque existem variáveis que não podemos controlar.

Depois de um bom aquecimento feito na companhia do Rui Henriques, quase no limite do início da hora da prova seguimos para a partida. Já disse que adoro partidas por blocos e principalmente o bloco sub 35 (Elite B)? Pronto fica aqui registado. Dada a partida e ainda durante o primeiro quilómetro, formou-se um grupo de 6/7 atletas que tomou a frente da corrida. Após algum tempo já só seguíamos 5 atletas nestes grupo.

Fonte: Marcelino Almeida
O ritmo era confortável e estava-me a custar seguir naquele ritmo um pouco "a pastar" e segui para a frente do grupo, lado a lado com o atleta que iria ganhar a prova. Após a viragem pelos 5 quilómetros, foi quando o esticão se deu (eu estava mesmo a adivinhar). O que eu não estava a adivinhar era a quebra que o meu corpo iria ter devido ao calor intenso que se fazia sentir (~30 graus). Pelos 7 quilómetros já seguia completamente isolado no 5º lugar e sem conseguir aumentar o ritmo. O ritmo a partir daqui foi vergonhoso, as minhas pernas não respondiam e estava num esforço tremendo. Apesar disso tenho noção que não perdi grande distância nestes últimos 4º classificado, portanto a quebra não foi só minha penso eu.

Fonte: Marcelino Almeida
Acabei com 35'06'' completamente isolado no 5º lugar da geral, a menos de 10 segundos do 4º lugar. Em termos de escalões (embora isto não isto não exista para a HMS em termos de prémios vá se lá saber porquê), fiquei em 4º dos seniores. Foi um desempenho mau, péssimo, horrível. Na semana anterior fiz exatamente menos um minuto. UM MINUTO. Nem no meu pior pensamento eu pensei fazer um tempo destes. Penso que poderia ter apostado em ir para a frente da prova nos 2/3 quilómetros que foram em ritmo "pastelão". Se iria ganhar a prova? Não. Se tinha feito um melhor tempo? Sem dúvida, mesmo com quebra nos quilómetros finais poderia ter arriscado em fazer um pódio e um tempo bem mais agradável.

Mas o fim de semana aqui ainda ia a meio, siga para a Corrida do Oriente!

Resultados: Corrida de Santo António 2015




14 comentários:

  1. Caraças, os teus posts são brutais! Para mim és "Elite A" todos os dias! É fixe ler a prova na perspectiva de alguém da frente, ainda mais quando escreve bem. Quanto a esta prova, não és a primeira pessoa que me diz que não correu bem. Viver e aprender! Abraço e boa sorte pra proxima!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Filipe! Mesmo assim não sou nada ao pé da tua escrita!

      Claro, estamos sempre a aprender. São pequenas lições que custam mas servem para corrigir erros futuros.

      Abraço

      Eliminar
  2. Com o calor que estava, era missão impossível fazer melhor!
    Mas pela fotografia, vejo que apanharam sombras. Em Alverca foi tudo à torreira do sol

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois isso ainda há-de ter sido pior em Alverca João! Ainda tivemos algumas sombras mas o bafo que estava era incrível.

      Abraço

      Eliminar
  3. Discordo Vitor!!!!
    Acho que foi uma performance absolutamente fantástica, com o calor e humidade que tem estado!
    4º lugar numa prova com bons atletas... muito bom! Parabéns!

    Força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luis! É aquela coisa.. passei grande parte da prova a penar, dai não ficar contente com o desempenho!

      Abraço

      Eliminar
  4. Compreendo o que queres dizes com um tempo horrível .... isto tem que ser visto na tua perspectiva, e 1 minuto para alguém como tu é muito, além de teres ido para esta prova com a moral em alta pelo RP espectacular da semana passada. Mas não aconteceu, paciência .... tb acredito que o calor e a humidade tenham estado na origem da tua quebra, aliado ao tal ritmo "pastelão" nos primeiros km ... parabéns por mais uma, e pelo 5º lugar que é sempre bom. Abraço e venha daí o relato da prova do Oriente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão no teu texto Carlos! Obrigado!

      Abraço

      Eliminar
  5. O calor não estava fácil nesse dia, é natural que tens perdido 1 minutos Vitor! Melhores tempos virão! Não tenho qualquer dúvida que em breve vais estar na Elite "A"

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh que exagero, nunca vou lá chegar Sérgio eheh

      Abraço

      Eliminar
  6. Eu também fiz um tempo horrivel, aliás, mais 19 min que o meu RP dos 10 k feito no ano passado nesta prova...mas é tudo uma questão de perpectiva.

    Tu estás em forma, lutas pelos primeiros lugares, eu luto para me manter a correr, coisa que nesta prova foi impossivel! nunca tinha andado numa prova de 10 K mas nesta não deu, demasiado calor, então depois do retorno as minhas costas ardiam e fiz o 2º abastecimento a passo.

    Aliás, quando passaram por mim nem reconheci ninguém...acho que a visão já estava turva :)

    Portanto e resumindo, "B"' onde? é tudo "A"!

    Abraço

    PS: nem uma medalinha? Das corridas de 10 k mais caras cá do burgo e nem uma medalinha!!!!! BOF...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem me passou pela cabeça parar, as minhas pernas estavam tão moles!

      Pois uma medalhinha era sempre bom para recordação, mas por enquanto lá continua em casa o manjerico :)

      Abraço

      Eliminar
  7. Nem há muito para dizer. Mais uma prova a carregar forte para burro apesar das condições desse dia!

    Continua a carregar nisso!

    Abraço

    ResponderEliminar