segunda-feira, 21 de setembro de 2015

1ª Corrida da Filarmonia

Ainda não recomposto a 100% da tareia que levei nas Lampas, ontem foi dia de ir a mais uma prova perto de casa. Embora conheça a zona de Pêro Pinheiro não sabia o que Montelavar me reservava como circuito de prova. Por coincidência (ou não) foi mais uma prova ao estilo das provas na zona de Sintra, sobe e desce constante.

Cheguei descontraído à aldeia de Montelavar, vendo logo o pessoal do Vale Grande sem ter sequer de os procurar. Típico de uma prova numa zona tão pequena. Dorsais recolhidos e siga para um bom aquecimento. Às vezes penso se isto serão mesmo sessões de aquecimento ou apenas momentos de descontração para pôr a conversa em dia. São sem dúvida dos melhores momentos das provas.

Um pequeno problema com o relógio do carro que seguiria na frente da prova, atrasou um bocado um início da mesma mas nada de mais. Partida dada. Antes de descrever a prova vou-vos explicar o meu plano: ir num ritmo confortável os primeiros 5/6 quilómetros e depois tentar acelerar a passada, isto sempre supondo que iria no grupo da frente. O que aconteceu na realidade: 2 primeiros quilómetros bastante rápidos, seguindo num segundo grupo atrás dos dois líderes da prova. Após estes quilómetros começou o início do fim da prova.

Fonte: Luís Duarte Clara
Eu, o grande João Caldeira e o enorme José Silva (Kikas) tomamos a dianteira da prova e nunca mais a largamos. à passagem do 4º/5º quilómetro percebi logo que aquele não era o meu dia. Estava muito em esforço e o constante sobe e desce (muito mais sobe do que desce) não ajudavam. O calor não estava nada favorável mas estava lá para todos. Começo a pensar se o facto de treinar de madrugada não me prejudica mais do que favorece. Durante os quilómetros que se seguiram, segui nas costas dos dois, sem descolar, mas também sem forças para aumentar o ritmo.

Uma pequena falha da organização foi ter posto a água muito cedo (~4º quilómetro) e não haver mais nenhum abastecimento. Eu nem costumo pegar em água em uma prova de 10km mas foi um fator decisivo para a prestação do meu colega de equipa Kikas que a certa altura teve que parar em uma fonte para tentar beber água. Eu e o João Caldeira abrandamos por alguns momentos para o Kikas se aproximar de nós novamente. Eu já completamente estoirado não aguentei o andamento do Caldeira e deixei que ele fugisse e aproveitei para incentivar o Kikas a aproximar-se de mim. Não precisava de nenhum incentivo tal o estoiro que eu tinha dado.

Acabamos por chegar à meta juntos, tendo-lhe eu dar 2º lugar coisa que ele recusou. Para todos os efeitos, o 2º lugar é dele. Não interessa os lugares no pódio. Foi ele que seguiu na frente durante 80% da prova e se não tivesse parado, acredito que tivesse disputado o 1º lugar. Acabei por ficar então no 2º da geral e em 1º do escalão. Ah e um muito disputado 1º lugar por equipas para o Vale Grande! Uma vitória por apenas 10 segundos de diferença!

Fonte: Luís Duarte Clara

Fonte: Luís Duarte Clara
Uma palavra para a organização: foi uma boa primeira edição. Houve pessoas nas ruas, houve alegria e características especiais como a atuação da banda filarmónica. Houve falhas? Sim houve e provavelmente ainda houve mais que nós não tenhamos reparado. Mas para o ano sem duvida que será melhor :)

Segundo, terceiro, tudo parece bem no papel mas só eu sei como me senti e o esforço que não fiz para não desistir. Mas tenho que ter consciência que a minha época ainda mal começou, que tenho corrido contra pessoas que praticamente não pararam, que já andam a fazer séries e afins. Eu ainda estou longe da minha forma da época passada e longe daquilo que pretendo fazer esta época.

Mas a parvoíce do dia ainda estava para vir. Não percam o próximo episódio porque nós também não! Mas esperem sentados que ainda o vou ter de escrever :)

Resultados: 1ª Corrida da Filarmonia

7 comentários:

  1. Habituaste-te a pódios e agora ninguém te tira de lá! :)
    Parabéns!!!!!!

    E fico à espera da parvoíce do dia :)

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João :)

      Tem corrido bem mas também vou-me meter em provas em que nem vou cheirar o pódio :)

      Um abraço

      Eliminar
  2. Epá, parabéns!!! Muito bem!
    Estás imparável, Vítor!

    ResponderEliminar
  3. Já alugaste uma casa maior??? Pelo menos uma garagem extra ??? Onde metes tanta medalha e taça carago???? Muitos parabéns!!
    Abraço e venha daí a parvoice

    ResponderEliminar
  4. Parabéns por mais uma boa prova!

    Espero pelo 2º episódio...

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Parabéns por mais um belo resultado, talvez a "nota artistica" não seja do teu agardo mas o resulta convence.

    Devido a várias razões acabo por correr/treinar quase sempre de manhã o que torna as provas da tarde, em especial com calor mais dificeis de gerir.

    Seja do cansaço acumulado do dia, a temperatura, o gerir a alimentação, não sei, a verdade é que custa e se calhar é apenas isso mesmo, habituação, ou seja, estou habituada às manhãs (madrugadas), corridas vespertinas ou com mais calor e sinto logo.

    Tenta diversificar, é o que eu tento ao fim de semana, mas tu ao fim de semana tens provas :)

    Abraço

    PS: já te disse, armário do Ikeia, baratos e bons. :)

    ResponderEliminar
  6. A tua segunda parvoíce do dia, foi exatamente igual à minha, acabei de a descrever no meu blog :)

    Abraço!

    ResponderEliminar