domingo, 31 de janeiro de 2016

26º GP Fim da Europa

Depois de alguns fins de semana sem provas (e que bem que souberam...) chegou o primeiro objetivo de 2016. Eu e a serra de Sintra temos uma relação de amor-ódio. Já por várias vezes me superei a subir aquela serra, como já por várias vezes jurei que nunca mais lá metia os pés. Mas no último ano foi diferente (ver aqui). Jurei que me iria vingar do 4º lugar que me deixou com um amargo de boca.

Com a questão logística dos carros organizada com o pessoal do Vale Grande, hoje foi dia de acordar bastante cedo. Até demasiado cedo. Mas vai se aprendendo com os erros. Depois de estar em Sintra, distribuiu-se os dorsais pelos elementos da equipa e surgiu a surpresa: 8 t-shirts e apenas 7 dorsais. A encomenda com os dorsais foi entre na sede do clube e na altura nem se confirmou os dorsais. E que dorsal é que faltava? O meu claro. Falamos com a organização e não foi nada de complicado, ficaram com o meu número e passado 20 minutos ligaram-me a dizer que tinham um dorsal para mim registado com o meu nome.

Aquecimento feito mal e porcamente e siga para a partida. Estava tranquilo mas quando já faltavam poucos minutos e o coração começou a disparar. Percebi que o elenco dos primeiros lugares do ano anterior estava lá todo. Restava-me dar tudo para obter um melhor tempo que o ano anterior (01h03m13s a mais de 2 minutos do 3º). Partida dada, passei alguns atletas e quando dei por mim estava colado ao Bruno Lourenço (1º do ano anterior) e segui sempre atrás dele os primeiros 2/3 km. Quando terminaram aqueles primeiros quilómetros a subir, já o Bruno levava algum avanço e eu seguia isolado em 2º.

Fonte: AMMagazine
Por volta do 6º km percebi que tinha atrás de mim o Mário Ferreira (2º do ano anterior). Seguimos um bocado juntos e ele acabou por me ganhar alguma distância. Quando tornamos a subir ao 8º km eu comecei-me a aproximar. Ao 9º já seguia à frente dele. Ao 10º estava a tentar pensar como havia de respirar e se o melhor não era andar um bocado naquela porra de parede. É nestas alturas que viramos religiosos.

Quando começou a descer eu seguia com bastante distância do 3º. Passado 2/3 km de descer percebi que o Mário me tinha alcançado. Segue um bocado ao meu lado e diz-me para eu não abrandar que ele estava todo fodido (foi a palavra que ele disse, não tenho culpa!). Eu olho para ele e mandei-o para outro sitio mentalmente. Ele seguia solto, a descer com uma facilidade imensa. Eu ia num esforço enorme para manter um ritmo alto a descer. Obviamente que ele ganhou-me uma boa distância. 

E a prova ficou definida nesses quilómetros, até final foi a dar o meu máximo e quando estava a descer pela Azóia (obrigado às pessoas que estavam lá a bater palmas!) fui tentando olhar para trás para perceber a distância para o 4º lugar e não via ninguém. Mas estava com medo que não estivesse a ver bem e continuei a puxar o que podia pois as minhas pernas estavam completamente massacradas da descida e já travavam no impacto.

Fonte: Runners Dream Moments
Cortei a meta em 3º lugar da geral com um tempo oficial e 01h00m38s. Portanto tive finalmente o gosto de ir ao pódio e melhorei em praticamente 3 minutos face ao tempo do ano anterior. Valeu bem a pena o sentimento de vingança! Objetivo mais que cumprido, mas claro que fica o objetivo de um dia mais tarde fazer menos de uma hora nesta prova.

Fonte: Fim da Europa
Mas sinceramente penso que não voltarei a fazer esta prova. A logística é demasiada e a organização é fraca. Toda a gente sabe a confusão que houve este ano com os dorsais. Numa organização que se orgulha de divulgar o dinheiro que tem para organizar a prova, dar só prémios aos 3 primeiros da geral só lhe fica mal. Escalões? Zero. Prémios de equipa? Zero. Sem isto, tenho pena mas não volto. Espero que pensem bem naquilo que querem fazer para o ano.

Pela classificação, ficamos em 1º lugar, por isso tirámos uma foto à rebelia!
Sobre os próximos objetivos, por enquanto a próxima na agenda é a minha estreia na Corrida das Lezírias. Por isso, siga treinar!

Resultados: 26º GP Fim da Europa

12 comentários:

  1. Grande prova, mais uma... muitos parabéns. E tirar assim 3 minutinhos, fonix ... brutal. Tb gostei muito do "relato" da coisa, emocionante ... Andamento nisso. Aquele Abraço

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Vitor por mais um pódio e por mais uma grande prestação!
    Essa malta que diz que está fudid# é mesmo só para enganar... LOL
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luis!

      Pois para a próxima já não me deixo enganar :p

      Abraço

      Eliminar
  3. Muito bom, Parabéns!

    Também adoro Sintra mas nunca fiz o GP Fim da Europa...é como dizes a logistica é complicada.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado!

      Sim é uma logística complicada. Se as meias das pontes já é complicado o suficiente, esta ainda é mais...

      Abraço

      Eliminar
  4. Muitos parabéns! Excelente resultado!
    Concordo com a apreciação da prova. Demasiado dinheiro para uma organização deficiente.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado :)

      Mas para eles deve estar tudo bem... enfim.

      Abraço

      Eliminar
  5. Mas que resultado brutal! Muitos parabéns!!!
    E sim, aquela parede tira-nos do sério. E o curioso é que se passares de carro na subida dos primeiros quilómetros e nessa dos 10, a inicial parece muito mais difícil mas, no terreno, a dos 10 é maligna!

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado grande João!

      Eu sinceramente o ano passado até me pareceu mais fácil, este ano aquela parede quase me deixou KO mesmo!

      Abraço

      Eliminar
  6. Eu também tirei 5 minutos ao meu tempo, mas fiquei em 127º do meu escalão!! Enfim, mal comparado diria que ambos tivemos um bom dia!!
    Grande tempo, Vítor, muitos, muitos parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é sentir que melhorámos e conseguirmos superar os nossos próprios objetivos e isso significa ter um bom dia! :)

      Obrigado :) bejinhos

      Eliminar