terça-feira, 17 de abril de 2018

20km da Marginal 2018

Este mês tinha planeado reduzir o número de provas e concentrar-me apenas nas duas milhas que vou ter dia 22 e 25 de Abril a contar o Troféu "Corrida das Coletividades do Concelho de Loures". São duas provas importantes mas tendo em conta que são (demasiado) curtas, este mês tornava-se perfeito para aumentar os quilómetros e preparar o resto da época. Surge assim a minha participação nestes 20km da Marginal!

O meu treinador deu-me o plano de treino para fazer nesta prova e deixou à minha consideração se ia apenas fazer um treino longo e forte ou se fazia mesmo a prova. Acabei por fazer o meio termo. Mas já lá vamos.

Esta é daquelas provas que eu "adoro": começa num ponto A e acaba num ponto B. Isto implica toda a logística de deixar o carro num sitio e ir de transportes até ao outro. Optei por me levantar cedo (já na noite anterior tinha dormido muito pouco...) e ir deixar o carro na partida. De referir que a prova começou às 9:00, o que para mim deveria ser um exemplo a seguir! E mais perto do Verão as provas até poderiam começar mais cedo...

Cheguei a tempo e horas com o Paulo e Maria da minha equipa, equipámo-nos e entregámos as malas no bengaleiro. E depois foi tempo de aquecer... na fila da casa de banho. Uma prova que teve quase 800 participantes (fora os participantes da estafeta!), não pode ter apenas três casas de banho! De resto, a organização até me pareceu impecável mas isto deixou-me bastante chateado.

Depois de menos de 10 minutos de aquecimento e quando faltava apenas um minuto para a partida, lá me instalei no bloco de partida. A partida foi bastante tranquila, tendo até sofrido uma "boca" do Ernesto Ferreira que berrou "se era para descansar ficavam em casa". Bem merecida. Os dois primeiros quilómetros fora feitos a 3:32/km e 3:36/km. Por esta altura, seguia lado a lado com o atleta Pedro Gomes da Odimarq e seguíamos tranquilamente em perseguição do Marco Cardoso que liderava a prova.

Lentamente, acabámos por nos juntar ao Marco e os três seguimos durante muitos quilómetros. O tempo não estava fácil, ora chovia, ora fazia um vento bastante desagradável. Não havia forma de nos resguardarmos do mesmo. Estávamos sempre a ir trocando de posições na frente e mesmo quando seguia atrás de um deles, não sentia qualquer diferença.

Fonte: Xistarca
Uma das coisas que gosto destes 20km da Marginal (gosto do novo nome também), é o facto de irmos passando pelos locais de troca das estafetas. Os outros atletas que estão à espera dos seus colegas de equipa, vão batendo palmas e incentivando quem segue nos 20km. Obrigado!

Voltando à prova, o ritmo foi-se mantendo estável, exceptuando 2 ou 3 quilómetros em que o declive era mais negativo. Um desses exemplos, foi a passagem pelo 2º posto das estafetas em que era a subir e o ritmo foi de 3:32/km, descendo para 3:23/km no quilómetro seguinte. Mas a grande alteração dos acontecimentos, estava por vir.

Fonte: Xistarca
Sinceramente nem me recordo bem a que quilómetro foi mas de repente comecei a perceber que seguia um atleta (Daniel Piñeiro) atrás do nosso grupo. E quando dei por isso, o jogo tinha mudado. O nosso grupo rapidamente se começou a partir e quando dei por mim, o Marco e o Daniel fugiram e eu e o Pedro Gomes ficámos para trás.

Na subida para o último posto das estafetas, consegui ganhar alguns metros ao Pedro e a corrida transformou-se: se antes éramos um grupo, agora era cada um por si. Só a seguir ao 15º quilómetro é que comecei a sentir que realmente estava em prova e se tinha chegado até ali, pelo menos queria ir atrás do pódio.

Fonte: Xistarca
Os dois quilómetros seguintes, foram lentos. Mesmo que a minha cabeça tivesse entrado em modo competição, as pernas já estavam desgastadas dos quilómetros anteriores. Mas sabia que tinha de tentar chegar ao 2º lugar. Entrei no penúltimo quilómetro e aumentei o ritmo. Aproximei-me muito pouco do Daniel. Entrei no último quilómetro e percebi que tinha que dar o que podia. Pelo menos ficava de consciência tranquila. Faltavam uns 300m e por momentos cheguei a acreditar que o iria apanhar. Foi quando o Daniel olhou para trás e nesse momento o jogo acabou.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Passei a meta em 3º lugar da geral e do escalão, com um tempo de 01h09m38s, a escassos 5 segundos do Daniel. Obviamente que não fiquei chateado: fazer um bom treino e ainda alcançar o pódio, foi muito mais do que tinha pensado para a manhã de domingo! Para variar, fui correr um bocado e quando cheguei lá tinha perdido a entrega dos prémios da geral. Típico. Pelo menos cheguei a tempo dados prémios do escalão.

Fonte: RUN 4 FFWPU

Fonte: Sérgio Fernandes
Próxima paragem é já no próximo domingo com a minha primeira experiência numa milha. Ainda estou para perceber como vou fazer um artigo de uma prova de 1609m. Mas cá hei-de inventar qualquer coisa. Até lá!

Resultados: Brevemente

2 comentários:

  1. Muitos parabéns pela prova!
    E força para a milha que é a matar de início ao fim :)
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Parabéns novamente pelo resultado!
    A milha é das provas que me falta fazer. Suponho que o relato seja algo do género: "Vai ser tão bom, não foi?"
    Abraço!

    ResponderEliminar