terça-feira, 24 de julho de 2018

2ª Corrida das Festas de Loures

Então não estavas de férias? Sim foram duas semanas praticamente sem correr. Então estás em pré-época? Sim estou. Então e já estás a fazer provas? Nim. Também conhecido por sim e não. E que catano isso significa? Olha, significa a mesma merda de sempre e que é comum a todos nós. Fui a uma prova apenas para treinar (era a última prova do Troféu das Coletivivades de Loures) e acabei por ativar o meu chip competitivo. Típico não é?

Como tem acontecido desde que a equipa do Vale Grande foi criada, temos tentado escolher uma prova para fechar a época e fazer um convívio com todos os atletas e familiares. Este ano a prova escolhida foi a Corrida das Festas de Loures, que mais uma vez era por caminhos que já percorri umas poucas de dezenas de vezes.

Surpreendeu-me a quantidade de atletas presentes numa prova quase a roçar o final de Julho. Mais de 600 atletas, incluindo um bom número de atletas com outro andamento a dizerem presente. Eu para este dia tinha na agenda fazer o meu primeiro treino mais puxadinho da época: uns simples 40 minutos a um ritmo moderado. Uma coisa que em qualquer outra altura seria apenas mais um treino básico, mas após duas semanas parado e uma semana apenas com três treinos de 30 minutos, este treino até tinha tudo para doer um pouco. Acabou por doer muito.

Depois de um aquecimento tranquilo, fui andando para a partida, ficando bastante mal posicionado. Como o meu objetivo não era grande coisa, não me preocupei minimamente. O sinal de partida foi dado e quando dei por mim tinha um grande número de atletas à minha frente. Comecei num ritmo alto para o meu estado físico mas rapidamente ainda aumentou mais. Fui analisando os atletas que seguiam comigo e percebi que das duas uma: ou deixava-me ficar para trás e fazia o que era suposto, ou armava-me em parvo e começava a puxar para ajudar a minha equipa. Obviamente que me armei em parvo.

Os primeiros quilómetros foram dolorosos. Muito sobe e desce, e muita falta de pulmão para aguentar o ritmo que os atletas que me rodeavam estavam a impor. A certa altura vi o meu colega Kikas no horizonte e comecei a fazer contas: tendo em conta os atletas que me rodeavam, os atletas que estava à frente e os que estavam mais atrás mas muito perto de nós, a nossa classificação coletiva final ficava bastante ameaçada. Foi então altura de entrar em modo sofrimento máximo e deixar de ir simplesmente com aquele grupo de atletas e começar a puxar por aquele grupo e perceber quem vinha e quem ficava. Um/dois vieram, os outros ficaram. Missão cumprida.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Mesmo assim foi com muito gosto que vi o Diogo Garcia, atleta da minha zona e que passo por ele em muitos treinos, a acompanhar-me (e nos últimos quilómetros a arrasar-me!) e a seguir comigo num excelente ritmo! Pelos 6km foi quando apanhei o Kikas e segui algum tempo com ele. Segui para a frente dele mas seguíamos sempre relativamente próximos.

Entrámos nos últimos quilómetros da prova e as pernas começaram a pesar. A pulsação essa nem se fala. Não costumo levar banda cardíaca em provas, mas como neste dia o objetivo era diferente levei e assustei-me com os valores: 186bpm de média com um pico máximo de 202bpm. Nem sabia que podia ter picos tão altos pois a fórmula mais simples diz-nos que 220bpm-idade (28 anos) deveria dar-me um máximo de 192bpm.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Pormenores à parte, os últimos quilómetros foram de puro sofrimento e de alguma estranheza. Eu não tenho no relógio a indicar-me em que quilómetro vou mas estava com a sensação que a prova se estava a prolongar demais. No último retorno dei aquilo que ainda tinha, que já era muito pouco, mas ainda deu para aguentar a posição que tinha e apanhar o grande Luís Brito nas últimas centenas de metros, tendo conseguido passá-lo praticamente nos últimos 100 metros apenas.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Ao cruzar a meta, olho para o relógio da organização e percebo que algo não está bem pois estava a ver um tempo de mais de 38 minutos. O meu único pensamento foi "porra afinal estou mesmo mal!!". Depois consultei o meu relógio e vejo os quilómetros: 10.9km. E tudo fez sentido. A prova era suposto ter 10km... mas pronto, mais vale a mais que a menos.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Acabar/começar a época (nem sei bem o que isto foi eheheh) com um 10° lugar na geral foi um bom resultado. Mas o meu principal objetivo foi ajudar a minha equipa e o esforço foi recompensado com um excelente 2° lugar coletivo apenas a escassos 3 pontos do Vitória de Setúbal!

Fonte: RUN 4 FFWPU
Depois desta pequena "loucura", vou continuar a treinar com calma, sem grandes aventuras. A única coisa que me interessa esta época ainda está a muitos meses de distância... mas lá chegaremos!

Equipa fantástica!

Resultados: 2ª Corrida das Festas de Loures

6 comentários:

  1. Parabéns pelo excelente "treino".
    A prova era suposto ter 10km e teve quase 11km!!! Estou estupefato. Alguém andou a dormir nas medições :)))
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não entendi muito bem Edgar... Mas pronto se fosse a menos chateava-me mais! :)

      Abraço

      Eliminar
  2. Quando se sabe que a distância não é a anunciada, devia ser comunicada...

    Parabéns pelo esforço!

    Fiquei curioso em saber o que ainda falta alguns meses :)

    Um abraço e bons treinos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim nem que fosse pelo speaker ou assim...

      Quando tiver a certeza comunico :) mas não é difícil de adivinhar ehehe

      Um abraço

      Eliminar
  3. A pergunta é: e o teu treinador já leu este post? :)
    Já li no facebook explicações para esta questão da distância, algo sobre querer passar a uma determinada rotunda mais emblemática, ou coisa assim. Seja como for, é um erro tremendo da organização!
    Bons treinos e... muita curiosidade para o que vem aí.
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epa ele ainda não me disse nada acreditas? :) mas amanhã vou estar com ele, estou lixado, vou ficar com as orelhas quentes!

      Epa isso por mim tudo bem mas tal como o João disse bastava anunciarem antes..

      Um abraço!

      Eliminar