19º Corta-mato de Santo António dos Cavaleiros

Uma semana depois do primeiro corta-mato da minha temporada, hoje foi dia de fazer o segundo. Tinha hipótese de fazer dois corta-matos hoje, o de Rio de Mouro da Troféu Sintra a Correr e este em Santo António dos Cavaleiros do Troféu das Coletividades de Loures. Acabei por optar apenas ontem à noite por o último.

O meu objetivo hoje passava por fazer uma prova que me substituísse o já normal treino de séries longas/circuitos que costumo fazer ao fim de semana. Apenas quatro quilómetros serviam perfeitamente para o que eu queria. Cheguei menos de uma hora antes ao circuito de manutenção da Cidade Nova, mas a tempo de me juntar ao pessoal da minha equipa para começar o aquecimento com eles. Acabei por fazer 30 minutos em ritmo mais alto que um simples aquecimento, pois faz-me confusão fazer estas provas tão pequenas :)

A 3 minutos da hora de partida ainda estava a ir ao carro para pôr o equipamento para a prova e a minha sorte e que a prova das senhoras ainda não tinha acabado, se não cheira-me que tinha chegado à partida sem ninguém lá eheheh. Poucos minutos depois chamaram-nos para a linha de partida e começa a festa. Fez-me confusão as primeiras centenas de metros pois como não havia muito espaço para correr estávamos todos uns em cima dos outros.

Puxei um bocado para passar alguns atletas e quando acabamos a 1ª volta (1km) tinha um grupo de seis atletas uns bons metros à minha frente. Pensei na altura que a prova deveria ficar assim. Os miúdos que participam nestas provas são mesmo muito rápidos e talhados para provas curtas. De referir que corri na prova só com juniores e seniores, sendo que a prova dos veteranos se disputou a seguir.

Fonte: José Silva
Mas não desisti. Continuei a puxar, sempre perto do limite, e fui recompensado. O grupo da frente começou a alargar e lentamente comecei-me a aproximar e a ultrapassar um por um até entrar na 3ª volta, posicionando-me na altura já no 4º lugar. Percebi que tinha hipóteses de apanhar o atleta à minha frente e não poupei forças. Continuei a puxar, principalmente quando começámos a subir.

Consegui ultrapassá-lo e sabia que não podia abrandar sob o rico de ele me apanhar. Entrei na última volta completamente focado em manter o 3º lugar. Os atletas à minha frente estavam num mundo à parte. Quando faltavam poucas centenas de metros percebi que já estava com uma boa vantagem mas se entrei para a prova com o espírito de quem estava a fazer um treino de séries, não era agora que o ia deixar e portanto puxei como se tivesse na última série.


Fonte: José Silva
Passei a meta em 3º lugar com 13m32s para 4.1km. Mas não foi o pódio que me deixou contente. O que me deixou extasiado por dentro foi o facto de olhar para o relógio no final da prova e ver que tinha feito uma média de 3:16/km. Até fiquei parvo. E assim termino pois a minha vontade é sair para ir treinar e continuar a melhorar para conseguir bater os meus objetivos!

Fonte: José Silva
Resultados: 19º Corta-mato de Santo António dos Cavaleiros

Associação Vale Grande
fevereiro 19, 2017
0

Comentários

Search

Popular Posts

Análise Domyos T900C

Finalmente, o prometido já há algumas semanas! Fiquem com a minha análise à p…

Zurich Maratón de Sevilla 2019

Há momentos na vida em que temos de decidir aquilo que nos define. Eu felizment…

Corrida da Árvore 2015

Sabem uma coisa? Já andava ressacado com falta de provas. Apesar de ter ido aos…

2020.

Acho que estas últimas semanas conseguem refletir bem o que 2020 está a ser. Es…

MultiSport Weekend Coimbra 2021

Não sei começar este artigo. A última vez que escrevi sobre uma prova foi em 16…

Contact Me