domingo, 30 de junho de 2019

Challenge Odivelas a Correr

O despertador toca às 2h50 da manhã. Acordo sobressaltado de um sono profundo e fico a pensar "mas que raio está a acontecer?!". E durante uns minutos fiquei a pensar no que raio me tinha metido. Mas agora já não havia nada a fazer, equipar, vestir e vamos embora para o parque de Odivelas.

Quando chego ao parque estava o Paulo no seu auge, a correr a bom ritmo a fazer o turno das 2h às 4h. As pessoas falam comigo mas eu ainda mal sou capaz de articular palavras como deve ser. Na minha cabeça tudo aquilo parecia irreal. Relembro-vos que a forma como iria participar nesta prova era numa equipa de 6 elementos para fazer as 12 horas de prova. O meu turno estava nesta altura quase a chegar, sendo o meu bloco das 4h às 6h.

O Paulo mais cedo do que eu estava à espera diz-me que só ia fazer mais uma volta o que me obrigou a acelerar a preparação. Despe, casa de banho, alonga um bocadinho e logo de seguida aparece o Paulo para me passar o "testemunho". O meu objetivo desde cedo era fazer o meu treino programado de 80 minutos englobado nas 2 horas que tinha para fazer. Fiz então a primeira volta num ritmo tranquilo e para minha surpresa e apenas com 2 horas de sono, sentia-me solto.

Passo pela primeira vez a linha de partida e acelero. Começam logo todos em alvoroço e com piadas (que se mantiveram durante muitas voltas) do tipo "tem cuidado, não levantes pó que há pessoas a comer!". Ossos do ofício! Queria fazer o meu treino de 1h20m sempre abaixo dos 3:50/km mas rapidamente tirei essa ideia da cabeça. O percurso não é de todo propício a grandes andamentos e apenas em reta conseguia imprimir um bom ritmo.

Durante muitos quilómetros senti-me bem e consegui aguentar sempre um ritmo certo. Mas ao chegar o final do treino, o cansaço mental começou a impor-se. Passo uma vez pelo atleta Jaime Maurício e digo-lhe mesmo "como é que vocês aguentam esta merda?!", isto sabendo que eles estavam ali para fazer 12 horas. Ansiava para que chegasse a volta final do treino e quando ela finalmente chegou, passei a partida/meta e parei. Já tinha pensado em fazer isto mas não pensei que o fosse fazer com tanta vontade. Agarrei na minha GoPro, pus-a ao peito e segui para mais 40 minutos a um ritmo mais tranquilo.


Pensei que fosse aguentar um ritmo estável mas a cada curva a marreta dava uma pancada mais forte. Para terem noção, comecei o pós-treino a 4:33/km e acabei a 5:40/km. Pelo meio ainda meti na cabeça que já que ali estava iria fazer 30km. Já me doía tudo, o corpo já não estava habituado a tantos quilómetros principalmente depois de Sevilha. O sofrimento acabou por terminar.  Mas não sem parar e sentir pela primeira vez um bom enjoo. Segundo os mais experientes é a falta de habituação em correr longas distâncias em circuito.

Fiquei feliz com o resultado obtido, principalmente sabendo que ainda íamos a meio da prova e já estávamos com cerca de 5 voltas de avanço. Acabámos as 12 horas com 15 voltas de avanço! O Vale Grande acabou em primeiro nas 3 horas individuais masculinas, 12 horas por equipa de 4 elementos e também por equipa de 6 elementos. Não se podia exigir mais!







Os meus parabéns à organização e principalmente ao meu amigo Rui Martins. Fizeram um fantástico trabalho com os poucos meios que tinham e pode-se mesmo dizer que absolutamente nada correu mal. Para uma primeira edição é um excelente ponto de partida. Agora é aparecerem mais apoios e mais gente na organização para conseguirem subir a parada e fazerem deste Challenge uma prova de renome em Odivelas!

Foi uma excelente manhã e foi um bom parte pernas para a aventura da próxima semana: Légua Nortuna de Odivelas!

 

10 comentários:

  1. Muitos parabéns!

    A experiência diz-me que ao corrermos cedo demais para o que estamos habituados, parece que o cérebro ainda não processou correctamente e então nem nos transmite cansaço. Parece contraditório mas é a sensação que tenho :)

    Pena que este challenge tenha coincidido com as Fogueiras.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João! Epa Eu a pancada toda sofri-a na segunda feira, dores de cabeça e enjoo... enfim não sei se me meto nisto outra vez eheh

      Vamos ver se têm em atenção a isso para o ano!

      Abraço

      Eliminar
  2. Adorei o video em que passas malta que parece que estava parada!

    Bom, confesso que acho piada ao conceito mas concordo com a tua frase, como aguentam?

    Então quem fez as 12 horas, acho de uma resiliência física e mental fantásticas.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste do video eheh :)

      Pois não sei mesmo como aguentam. Sei que se metesse isso na cabeça, também seria capaz. Mas não é um desafio que me vejo a fazer.

      Um abraço!

      Eliminar
  3. Passaste por mim varias vezes (João Freire), fizeste uma grande prova, toda a tua equipa o fez... pareciam flechas e vieram dar animo à malta.

    Eu ainda fiz 96km nas 12h ;)

    Abraço e bons treinos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que ajudamos o resto do pessoal! Nu fundo é isso que este tipo de provas é, amizade e convívio!

      Muitos parabéns João!

      Um abraço

      Eliminar
  4. Estava eu a comer a minha bifana descansado quando me disseram "esconde isso, cuidado com o pó!" respondi eu: "Mas qual pó?! Cof cof... ahh foi só o Vitor que começou a prova" :p Se calhar não foi bem assim mas que parecia que ias de Ferrari e os outros num fiat 600 lá isso parecia. Quando ias mais "calmo" ainda te avistei e pensei "é agora que consigo chegar ao pé dele" Estava redondamente enganado, as pernas já nao respondiam e conforme te avistei assim deixei de te ver!
    Parabéns pela tua prova e da tua equipa. Parabéns também ao Vale Grande que mostrou estar recheado de excelentes atletas!
    Um abraco e boa sorte para a légua. Sou capaz de estar por cá e vou lá dar um apoio ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehe obrigado Edgar! Lá nos encontraremos em principio na Légua então!

      Um abraço

      Eliminar
  5. Tenho mesmo pena de não ter participado nesta prova, gostava de ter feito as 12 horas. Imagino o pânico quando começou um gajo a correr a 3 ao km às 4 da manhã ahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehe não houve pânico nenhum, só alguns olhares curiosos :p

      Tens de participar para a próxima!

      Abraço

      Eliminar