quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Técnica de corrida

Todas as épocas gosto de introduzir componentes novos à minha rotina desportiva. Desde experimentar novas marcas, um novo tipo de treino, ou apenas exercícios novos na minha rotina de trabalho de força.

Mas esta época foi diferente. Decidi apostar em sessões em que trabalho a minha técnica de corrida.
Sim, apesar de desde que comecei a correr, nunca fiz técnica de corrida. Nem é questão que não o fazia regularmente, é simplesmente que nunca o fazia de todo. Portanto, esta época decidi que estava na altura.


Muita da força para implementar esta ideia veio do Centro de Marcha e Corrida de Odivelas (obrigado Rui Martins e Fernando Alves), devido às participações esporádicas que faço nos treinos do Centro. Com umas ideias daqui e de acolá, basicamente comecei a fazer sempre a mesma rotina de exercícios, com uma periodicidade entre uma a duas vezes por semanas, tipicamente sempre nos dias de descanso.

Que exercícios faço? Honestamente nem vale a pena estar a tirar fotos, fazer um vídeo, ou outra coisa qualquer. Vejam aqui o vídeo do meu ex-vizinho Hélio Fumo (subscrevam o canal dele no Youtube, está a crescer e bem!), que basicamente tem todos os exercícios que eu faço.


O meu objetivo com mais este componente de treino é apenas continuar a manter a consistência que me caracteriza, tentando ao máximo evitar lesões (a caminho dos três anos sem lesões (bate na madeira...)) e assim ajudar-me a correr mais e melhor. Eu não espero que vá bater recordes ou aumentar o meu ritmo competitivo com isto. O meu objetivo desde que comecei a correr foi crescer através da consistência e persistência. E tenho a certeza que isto me vai continuar a ajudar neste caminho.

2 comentários: