Grande Prémio de Natal 2021

 

Nem sei por onde começar. Por um lado o resultado final ultrapassou completamente as minhas expectativas. Por outro lado, e como a minha opinião não mudou ao longo dos anos, esta prova é propícia a grandes tempos. O que acaba por não me deixar com a sensação de realmente ter feito um resultado de outro mundo (para o meu nível claro).

Como é normal antes de uma prova que sei que vou dar "tudo", fiz uma uma semana de recuperação. É sempre interessante ver como a nossa cabeça reage a estas semanas. Para terem noção, fiz um treino de 30 minutos na quinta-feira, que me custou mais do que alguns treinos de 60 minutos abaixo dos 3:50/km. Parecia que simplesmente o corpo não lhe apetecia correr, e tive que me arrastar durante 30 minutos. Mas pronto, eu já sei como isto funciona, e foi sem surpresa que no domingo estava quase a 100%.

Os minutos pré-prova foram os normais. Chegar, estar um pouco com a equipa, fotografia com todos, e acabar de equipar para ir aquecer. O aquecimento decorreu de forma tranquila, mas teve de acabar cedo para poder ir rapidamente para o bloco de partida, dado que os dorsais para a plebe com bons tempos eram apenas de sub40 (o resto eram vips convidados e elite). 


Apesar de terem aberto os blocos 2 minutos antes da partida, naturalmente o início foi feito com alguns zigzags. O primeiro quilómetro foi estranho. Em poucas centenas de metros houve uma clara separação de grupos por ritmos. Talvez devido à inclinação ou à confusão da partida, o primeiro quilómetro foi feito num ritmo, diria, controlado (3:22/km). Já o segundo, com um equilíbrio perfeito entre subidas e descidas, foi feito a 3:10/km. Aqui já seguia com um grupo do qual conhecia algumas caras, como o Tiago Godinho. Seguiu-se mais um e mais outro quilómetro, e pensei que iria estar até ao final naquele grupo. Mas comecei a perceber estava com pernas para mais e comecei a tentar descolar.

Apanhei alguns atletas, e já na zona do Campo Grande, acabei por seguir lado a lado com um atleta que penso ser estrangeiro. Sem dizer uma palavra, fomos puxando um pelo outro, para estando lado a lado, ora ficando esse atleta um pouco para trás e logo a seguir passar um pouco para a minha frente. Os quilómetros todos até ao 8º foram feitos a um ritmo que já à muito eu desejava, sempre abaixo dos 3:18/km. Mas aos 8kms... a coisa mudou de figura. O último túnel destruíu-me completamente e quando acabo a subida percebo que não tenho pernas para voltar ao ritmo anterior ao túnel. Não era o único, pois o atleta que me acompanhava começou a ficar para trás. Olho para o relógio e vejo ritmos acima dos 3:40/km. Penso "foda-se, isto não me vai acontecer agora!". Terminei esse quilómetro a 3:35/km.


Começo a ver a rotunda do Marquês de Pombal e penso "é agora ou nunca, a prova está feita, o resto é bónus". Puxei por mim como um louco. Todas as madrugadas de treino nas últimas semanas iam terminar naqueles últimos cerca de 2 quilómetros. Seguia completamente sozinho (como é possível nesta prova???), e concentrei-me nos gritos das caras conhecidas que ia ouvindo. E não vale a pena dizer mais. Basta dizer os ritmos: 2:52/km e 2:567km.

Sim a prova tem um declive propicio a isto. Sim, eu vou continuar sem considerar isto o meu recorde pessoal. Esse vai continuar a ficar a pertencer à São Silvestre da Amadora de 2018. Mas quando objetivo era fazer nem que fosse 32m59s, e terminar em 23º da geral com um tempo oficial de 32m27s, isso já ninguém me tira. Chamem-me aumento de moral, chamem-lhe o que quiserem. Mas esta prova fez-me perceber que eu ainda posso evoluir se continuar a trabalhar para isso. Por isso, próxima paragem: Amadora. Até lá!


Grande Prémio de Natal
dezembro 13, 2021
10

Comentários

  1. Muitos parabéns por tão fantástica marca!!! 😀
    E força para a Amadora!!!
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João! Gostei de te ver nos Descobrimentos!

      Um grande abraço!

      Eliminar
  2. Parabéns pela grande prova! Grande honra ser feita com a cruz de cristo ao peito e em tons de azul.

    ResponderEliminar
  3. Que grande prova. Muitos parabéns! Cheira-me a RP a caminho 😉 abraço

    ResponderEliminar
  4. E esqueci-me de dizer... tens de atualizar a foto na home do blog 😜

    ResponderEliminar
  5. Marabilha!!! Grande prova. Muitos parabéns. Tb vou à Amadora e já decidi que vou atrás de ti 🤷‍♂️. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parecia que ias... guarda para Fevereiro (se acontecer... lol)! Um abraço!

      Eliminar

Enviar um comentário

Search

Popular Posts

Análise Joma R.3000

Não há dúvida que a palavra carbono veio revolucionar o mercado dos ténis . Des…

A minha experiência com as famosas placas de carbono - Parte 2

A vida é feita de experiências. Estas experiências são o que nos moldam a perso…

Parei um treino a meio e estou bem com isso

Nós atletas somos obcecados. Ora seja com tempos, com horários de treino, com a…

Comprei um telemóvel para levar nos treinos

Sim eu sei isto é um artigo com um título no mínimo estranho. Mas acredito que…

Análise Kiprun Ultralight

O meu início no mundo da corrida a nível de calçado começou como tantas outras …

Contact Me