Mas afinal o que é o drop?

Sabem que algo que eu gosto de fazer é fazer análises a ténis. "Infelizmente" ainda não sou pago para o fazer, portanto estou longe de ser um profissional na área, e não me posso dar ao luxo de cortar ténis ao meio para mostrar as entranhas dos mesmos (acho que me ia doer a alma só de o fazer). Mas o que posso fazer é tentar uma explicação breve sobre um dos tópicos mais discutidos quando falamos de ténis de corrida: o drop.

Mas afinal o que é o drop? Drop (ou desvio) em português, resume-se à diferença de altura entre o calcanhar e o ante pé. O drop normalmente varia entre os 0 e os 12mm, dividindo-se por três categorias (segundo a enciclopédia da ciência da lógica da batata):
  • 0-4mm Drop baixo
  • 4-8mm Drop moderado
  • 8-12mm Drop elevado


É possível ter um drop baixo com uma grande sola. O melhor exemplo são os famosos Hoka e as suas enormes solas. Mesmo sendo fazendo uma pessoa de estatura média passar para a altura de um jogador de basket, em média o drop dos modelos da Hoka são 5mm. Como curiosidade os Nike Air Zoom Alphafly NEXT% têm 4mm e são uns bichos enormes! Curiosamente, a nova versão, os NEXT% 2, já tem um drop de 8mm. Algo interessante de entender, é o facto de considerando um modelo com um drop de 8mm com o número 45 terá um declive bastante menos pronunciado do que se estivermos a falar do mesmo modelo no número 40.

O drop vai influência diretamente como os músculos trabalham durante a corrida. E sem entrar por pormenores técnicos porque não quero enganar me ao ir por estudos que andam por ai na internet, o importante é lembrarem-se que quando fazem uma mudança do drop que utilizam normalmente, por exemplo de 12mm para 4mm, têm que fazer um período de habituação e reforço muscular. O drop menor vai recrutar mais músculos e tendões que o nosso corpo não está habituado a utilizar, pois está habituado ao amortecimento durante toda a nossa vida (no dia a dia, não só na corrida). Ou seja, vão estar mais suscetíveis a lesões. Façam uma escolha consciente e com juízo. E lembrem-se, um drop mais baixo não significa que um modelo é melhor. Isso é um mito! Apenas é um modelo com um comportamento diferente.



Mais importante é encontrares os ténis com que tu te sintas bem, confortável e que não te dêem dores nem te levem a ter lesões. Uns bons ténis de corrida para ti são um conjunto de drop, amortecimento, largura, flexibilidade, respirabilidade, etc. Não te deixes influenciar só porque alguém usa um drop mais baixo ou mais alto. Eu ao longo dos anos fui experimentando diversas marcas e diversos tipos de drop. E apesar de saber que os defensores da passada natural me vão cair em cima, percebi que o drop zero não é para mim. Para que é que eu quero correr com algo que me dá dores, quando nos últimos anos não tenho tido lesões correndo apenas com ténis com o drop acima dos 4mm?

Simplesmente escolham o que é melhor para vocês!

divagações
setembro 22, 2022
0

Comentários

Search

Popular Posts

Análise Joma R.3000

Não há dúvida que a palavra carbono veio revolucionar o mercado dos ténis . Des…

Parei um treino a meio e estou bem com isso

Nós atletas somos obcecados. Ora seja com tempos, com horários de treino, com a…

Comprei um telemóvel para levar nos treinos

Sim eu sei isto é um artigo com um título no mínimo estranho. Mas acredito que…

A minha experiência com as famosas placas de carbono - Parte 2

A vida é feita de experiências. Estas experiências são o que nos moldam a perso…

Análise Kiprun Ultralight

O meu início no mundo da corrida a nível de calçado começou como tantas outras …

Contact Me