quinta-feira, 5 de maio de 2016

O dia em que o trail me atirou para o estaleiro

Já ando para vir escrever há alguns dias mas tem-me faltado a vontade. Só quem leva uma vida em que o desporto (competitivo ou não) faz parte integrante do dia a dia, sabe o que custa estar lesionado. Pois é, a minha aventura pelo trail acabou por ser aquilo que eu mais temia.

Nos dias a seguir ao trail, estava de tal maneira dorido que tive juízo e fiz alguns treinos de recuperação. Quando finalmente as dores das pernas me começaram a passar no final da semana, outra dor começou a mostrar-se. Uma dor profunda e algo incapacitante no fundo das costas (zona do sacro) que na altura me fez ficar apreensivo. Sábado fiz uma horinha a um bom ritmo mas nos últimos 10 minutos desse treino o pior estava-se a revelar: qualquer movimento estranho que fizesse, tinha bastantes dores na zona da anca do lado esquerdo. Acabei o treino num tal estado que custava a andar.

No domingo consegui ainda ser mais burro. Sai de casa com o pensamento "se der dá, se não paciência". Ensaio uns passos de corrida e sinto dores. Que é que eu fiz? Dei mais uns passos, liguei o relógio e ou vai ou racha. Foi uma 01h10m para 3:52\km que embora tivesse dores, estas não se estavam a mostrar muito fortes. Aguentei e estava-me a sentir relativamente bem. Acabei o treino, parei, respirei fundo, comecei a andar e... desculpem não comecei a andar, comecei a coxear forte e feio tal era as dores que tinha.

Para não me estar a alongar muito mais, esta semana tem sido praticamente parado, já fiz tratamento duas vezes e parece estar a dar resultado. No entanto, foram dias pouco animadores, até a dormir me custou, principalmente de segunda para terça. Coxear tem sido uma constante e o pessoal já se ri comigo, nada que não esteja habituado :)

O único medo que tenho é de perder o resto da época, pois depositava boas esperanças nas provas de junho e princípio de julho, já que nos últimos tempos a concentração no treino não tem sido a maior, pois o resto da minha vida é mais importante (trabalho, estudar...) e contava que a partir do final do mês pudesse dar tudo o que não ando a dar nos últimos ~2 meses. Veremos. Desejem-me sorte para ver se esta merda passa.

10 comentários:

  1. Espero que este sabado ja estejas melhor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo andar da carruagem, não me parece. Mas lá estarei para fazer o melhor que conseguir!

      Obrigado!

      Eliminar
  2. Hmmm... a PDI começa a revelar-se :) ... brincadeirinha. As melhoras rápidas.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh catano, ainda é cedo para isso :) Obrigado!

      Abraço

      Eliminar
  3. Sim, sei bem o que dói estar lesionado. Quando o estou, o não poder ir correr é para mim a perda de liberdade.

    Rápida recuperação!

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo João, isto está a ser um atrofio mental, principalmente porque não vejo melhoras.

      Obrigado.

      Um abraço

      Eliminar
  4. As melhoras Vítor.
    Se não melhorares procura ajuda qualificada. Pior que uma lesão é agravá-la...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Precisas mesmo de sorte, pq se for algo como me aconteceu há 1 ano, após fazer o UTSM, deves ter arranjado aí uma fractura de stress. Com a mesma sintomatologia, 1 semana após a minha terceira participação nos 100K de Portalegre e como pensei que não era preciso dar descanso ao corpo(...), continuei a treinar normalmente. A meio dum treino normal, sem alguma coisa que pudesse justificá-lo - queda, choque ou qualquer movimento brusco, apareceu a dor. Pequena ao princípio, mas gradualmente a aumentar. O treino estava a meio e lá consegui acabar. Quando cheguei a casa, até transpirei para caminhar (ou arrastar-me) da garagem até casa. Foi uma semana de pesadelo, com dores incapacitantes até para andar. Foi-me diagnosticada uma fractura de stress na L5-S1, com 2,5cm!! Em 1 ano a coisa diminuiu, e hoje diminuí as distâncias mas continuo a correr. Até ao final de 2016 estou com 'pena suspensa' até fazer outra ressonância. Por isso: BOA SORTE!!

    ResponderEliminar