segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Corrida #BEACTIVE

Quando encontramos uma prova grátis e calha no mesmo dia de um treino de séries, só existe uma coisa a fazer. Não, não é inscrever. Temos que falar com o treinador primeiro. E só depois tratar da inscrição. Acho que tenho de voltar a ser um atleta auto-medicado. Estou a brincar!

No último sábado lá segui juntamente com a minha mais que tudo e a mãe dela para Lisboa. Depois de mais de 30 minutos para estacionar, lá consegui ir entregar o dorsal do Paulo Monteiro do Vale Grande. Faltavam pouco mais de vinte minutos para a partida. Tempo de ir à casa de banho, levar com uma bola de futebol na cara na fila da casa de banho e aquecer 10 minutos. Só alegrias.

Muita gente presente nesta prova o que demonstra bem que este tipo de iniciativas são sempre bem vindas. Partida dada e depois de uns zig zags consegui impor o ritmo que queria para o meu treino (menos de 3:30/km). Mesmo após estabilizar o meu ritmo, continuava a ter muita gente à minha frente. Sem dúvida cerca de 20-30 atletas. Estava animada a prova!

Senti-me bem nos primeiros quilómetros. Mantive o ritmo que queria (também ainda não dava para muito mais...) e fui ultrapassando muitos atletas. Passei por muita cara conhecida e tentei que viessem comigo. Não queria correr sozinho e se pudesse ajudar alguém a não quebrar ainda melhor. Mas para variar segui sozinho.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Após a viragem desci em 2/3 segundos a média a que seguia mas nada de preocupante. Antes da passagem pela Praça do Comércio ao 6º quilómetro consegui alcançar a 5ª posição da geral. Os problemas vieram depois. Para além de só ter almoçado perto das 14h (duas horas antes da prova), eu já tinha começado a prova com sede e estava bastante calor. A fadiga, a barriga "cheia" e a sede começaram a dar os seus frutos. A água apareceu perto dos 6.5km. Numa prova com 8.5km. Não gosto de criticar provas gratuitas, mas tendo em conta quem estava por de trás da organização, isto é apenas incompreensível.

Fonte: Running & Medals
Ora a quebra foi normal. De 3:30/km passei para cima de 3:40/km. À entrada do último quilómetro consegui aumentar um pouco mais o ritmo mas não o suficiente para o último atleta que tinha ultrapassado anteriormente me passasse facilmente. Claro que eu o ainda incentivei. Que a minha falta de força o encorajasse a ele a alcançar um resultado melhor.

Passei a meta em 6º da geral e 1º do escalão sénior. Para um treino foi um bom brinde. E nem pensem que fiquei chateado com a quebra. Durante uns minutos ainda pensei no assunto mas ultrapassei logo. Estive muitos meses parado, já não sabia o que era sofrer durante tanto tempo seguido e todos os meus erros antes do início da prova reflectiram-se no meu desempenho.

Fonte: RUN 4 FFWPU

Fonte: RUN 4 FFWPU
Agora é continuar a trabalhar que isto ainda só vai no início. Siga!

Resutados: Corrida #BEACTIVE

4 comentários:

  1. Parabéns pela prova. "Ah e tal, vou só ali fazer um treininho e sacar um 6º lugar!" :) Que seja o início de um regresso em grande! Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A classificação não era de todo o meu objetivo! Se o treino tivesse corrido realmente bem, a classificação ainda poderia ter sido melhor ehehe

      Um abraço!

      Eliminar
  2. Para quem esteve parado e ganha o escalão... está tudo dito sobre o talento e potencial! :)

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehe nada disso João, a prestação até foi fraquinha sabes disso :)

      Abraço!

      Eliminar