Que seja o que São Silvestre quiser


As últimas semanas não têm sido fáceis. Primeiro foi uma dor num dedo de um pé (nem me alongo sobre este tema porque é demasiado parvo), depois dores nos adutores da perna direita e para juntar à festa um estiramento no gémeo da perna direita. Fora as dores normais de inverno, com o frio a provocar uma tensão maior. Estou a ficar velho.

Com algum descanso e o abrandar dos treinos, a coisa recompôs-se. O único problema que me fez realmente mudar o plano de treinos foi o estiramento, mas foi o suficiente para sentir que psicologicamente falhei na preparação para a São Silvestre da Amadora. Digo psicologicamente porque fisicamente acredito que não tenha ficado afetado. Fisicamente o único problema foi as rabanadas, filhoses, sonhos e todas as outras sobremesas do Natal e que sobraram pela semana toda.

Logo vou enfrentar a Amadora com tudo o que tiver, mesmo sabendo que é utópico alcançar sequer os primeiros 15/20 lugares. No entanto é para isso que eu continuo a lutar, para algum dia o conseguir. E é assim que vou enfrentar 2017. Vemo-nos logo!
divagações
dezembro 31, 2016
1

Comentários

Enviar um comentário

Search

Popular Posts

Análise Domyos T900C

Finalmente, o prometido já há algumas semanas! Fiquem com a minha análise à p…

Zurich Maratón de Sevilla 2019

Há momentos na vida em que temos de decidir aquilo que nos define. Eu felizment…

Corrida da Árvore 2015

Sabem uma coisa? Já andava ressacado com falta de provas. Apesar de ter ido aos…

2020.

Acho que estas últimas semanas conseguem refletir bem o que 2020 está a ser. Es…

MultiSport Weekend Coimbra 2021

Não sei começar este artigo. A última vez que escrevi sobre uma prova foi em 16…

Contact Me