quinta-feira, 5 de março de 2020

Análise Saucony Kinvara 10

Tenho passado por várias fases no que se relaciona com marcas de ténis. Quando me iniciei no mundo da corrida, comecei com a Adidas. Durante algum tempo mantive-me com a Adidas, e ao mesmo tempo ia experimentando a Asics. Acabei por me tornar um viciado na gama DS da Asics e mesmo passando pela Nike, mantive-me com a Asics. Nas última duas épocas decidi que queria experimentar novas marcas, e acabei por ficar agarrado à Saucony.

O modelo que me acabou por prender à Saucony foi a gama Kinvara. Já tive os 7, os 8, os 9 e desde Outubro que uso os 10. É curioso que apesar de já ter usado 4 modelos da gama Kinvara, até agora ainda não tinha feito nenhuma análise. Penso que agora que agora após mais de 1000km com os meus Kinvara 10, finalmente estou apto para falar dos mesmos. Isso e o facto de já terem saído os Kinvara 11. Claro que tive de esperar para este modelo se tornar um modelo de outlet! E por isso mesmo é que comprei não um, mas mais dois pares deste modelo. Estavam tão baratos que assim fiquei já despachado talvez até final do ano.


Quando olho para este modelo, não consigo deixar de adorar as cores escolhidas. Uma espécie de cores vintage, com um design moderno. Confesso que é até hoje dos poucos modelos que me dá gozo calçar e ir treinar sem parecer que estou a ofuscar toda a gente na rua. Mesmo tendo já um par já usado, a sujidade não se nota muito devido ao degradê que aplicaram na sola. 

Aproveitando a deixa, a sola é mais uma vez a famosa sola EVA+, juntamente com a tecnologia EVERUN. Acreditem que esta sola foi feita para correr a ritmos altos! Não são um modelo de competição, mas permitem treinar rápido e têm uma excelente resposta para quem quer por exemplo andar abaixo de 5:00/km. De notar que o drop é de apenas 4mm! Em relação a aderência, não são nenhuns supra sumos, mas dão 10 a 0 aos Freedom ISO 2 da Saucony (podem ver aqui a minha análise).



O tecido não fica atrás da qualidade da sola, sendo respirável e duradouro (o meu modelo com 1000km está impecável praticamente). Já treinei com estes ténis a todas as temperaturas que possam imaginar. Altas temperaturas, temperaturas negativas, chuva... e sempre senti o pé com uma temperatura confortável.



Como já repararam, não tenho nada de mal a apontar a este versão 10 dos famosos Kinvara. Isto também é culpa de cada vez que estou para comprar um modelo que não conheço, pesquisar muito e ler outras análises. Assim, é raro enganar-me! Os Kinvara até agora nunca me deixaram ficar mal. São mesmo um modelo que se adapta a todo o tipo de treinos, e até duvido que deixem alguém ficar mal numa prova curta.

A razão de ter comprado mais dois pares prende-se também com o facto de estar a pensar usar estes Kinvara na Maratona da Europa. Mas honestamente, ainda estou indeciso. Entretanto, aproveitem os excelentes preços a este modelo está de momento!

Pontos Positivos
+ Aspecto
+ Conforto
+ Amortecimento
+ Respirável
+ Preço (promoções!)

Pontos "assim-assim"
+- Aderência

Pontos Negativos
Nada a apontar







Conseguem ver as diferenças? :)

0 comments:

Enviar um comentário