Os meus parceiros de treino durante a preparação para Coimbra

Eu não sou pessoa de arriscar muito. Sou extremamente picuinhas naquilo que compro e se for pesquiso preciso durante semanas ou até meses para realmente comprar algo. Sou assim para os produtos mais triviais e corriqueiros do meu dia a dia, sou assim principalmente para a minha grande paixão (tecnologia), e obviamente acabo por ser assim na corrida. Por isso, caso haja dúvidas, as marcas que vou falar aqui são a Saucony e a New Balance.


Saucony Kinvara 11

Não sei se foi efeito da pandemia ou não, mas os preços do calçado para a corrida está elevadíssimo. Antes da pandemia, qualquer modelo que fosse já um modelo "ultrapassado" (ou seja, um modelo que já tivesse saído o novo modelo), conseguia comprar por 60/70€ máximo. Apesar de já terem saído os Kinvara 12, corri todas as lojas online, e mesmo assim acabei a gastar 100€ (penso que certinhos) nos Kinvara 11. Não vou mentir, eu sei que muitos de vocês compram modelos bem mais caros, mas a mim custa-me bastante dar 3 dígitos por um par de ténis.

Deixando o aspeto monetário de lado, os Kinvara 11 são aquilo que eu sempre esperei deles. Drop 4mm, peso médio (cerca de 230 gramas), neutros, e excepcionais em qualquer situação. Honestamente, não tenho mais grande coisa a apontar. Talvez, o facto de pela primeira vez não adorar a estética deles, mas mais uma vez, foi o mais barato que se arranjou!

Tal como disse na análise dos Kinvara 10, são respiráveis, confortáveis e ultimamente tenho falado com outros atletas que tinham medo de experimentar os Kinvara porque gostam de modelos mais largos na parte da frente, e mesmo assim adoraram. O amortecimento também continua no ponto, sendo que verdade seja dita parece que este modelo precisou de mais tempo (ou seja, mais quilómetros) até se ter moldado mesmo ao meu pé e à minha passada. Mas agora, perfeição.


Continuam a ser o meu modelo preferido para encaixar em todo o tipo de treino. Não consigo acrescentar mais nada.

Pontos Positivos
+ Aspecto
+ Conforto
+ Amortecimento
+ Respirável

Pontos "assim-assim"
+- Aderência
+- Preço 

Pontos Negativos
Nada a apontar



New Balance 1400v6

Na minha maratona arrisquei pela primeira vez em comprar uns New Balance. E logo uns New Balance de competição. Os Kinvara 10 tinham sido o modelo que tinham escolhido para ir à Maratona da Europa caso não tivesse sido cancelada. Talvez fosse natural fazer a mesma decisão para Coimbra, mas enquanto andava na loucura da procura dos Kinvara 11 a preço decente, voltei a encontrar à venda os 1400v6. E esses sim estavam a um preço mais ou menos decente (~70€). Curiosidade? Tal como disse na primeira análise que lhes fiz, na altura comprei-os por pechincha. Penso que por menos de 60€.


Este modelo de 2020, pelo que percebi, em nada mudou os que comprei em 2018. Apenas a estética foi renovada. Típica tática das marcas. Só tenho um apontamento que me deixa na dúvida se algo mudou. Tal como disse na primeira análise, havida uma dor que me dava de vez em quando quando fazia a flexão plantar. Com este modelo, nada disso me acontece. Não faço ideia a razão.

Pesam cerca de 200 gramas e são neutros. Agora para mim vem uma surpresa que já nem me lembrava. Têm 10mm de drop. Eu que estou sempre habituado a correr com menos de 6mm, adoro correr com um modelo de 10mm. E quando digo que adoro correr com este ténis não estou a suavizar a coisa. 


Estes são provavelmente o meu modelo preferido até hoje. Não são particularmente bonitos (nem feios). Parece não terem nada que os distinga da competição (olá placas de carbono). Mas a verdade é que quando corro com estes New Balance, o prazer que sinto a correr vem imediatamente ao de cima. E a vontade de correr mais rápido também. Adoro o amortecimento, adoro a respirabilidade (aqui são muito bons mesmo), o conforto, e até a aderência! Gostava que durassem mais quilómetros, mas isso é sempre o preço a pagar em modelos de competição.

Eu vou-me calar sobre este modelo, porque se não ainda lhe construo um altar em casa. Ah, e desta vez já não me lixam. Comprei logo dois pares.

Pontos Positivos
+ Preço
+ Amortecimento
+ Peso
+ Conforto
+ Respirabilidade
+ Drop

Pontos "assim-assim"
+- Durabilidade
+- Aspeto

Pontos Negativos
- Disponibilidade no mercado nacional


análise
maio 30, 2021
4

Comentários

  1. Obrigado pela partilha da tua experiência com estes modelos.
    Também eu usei e voltei a comprar 1 par de 1400 pois eles são espetaculares para todos os tipos de treino. Curiosamente, detestei o agarre das kinvara, pois caí com elas ao fazer uma curva em caminho de parque em terra, com aquela areia lisinha e sentia sempre que os músculos da coxa ficavam mais cansados depois de correr com elas naqueles caminhos. Já os 1400, com aqueles tacos até deram para fazer trail tal era o agarre em qualquer superfície. Boas corridas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, cada pé é um pé, e cada atleta tem um corpo que responde de forma diferente ao calçado :) Um abraço e bons treinos!

      Eliminar
  2. Por 100€ comprei Adidas Ultraboost 2020; não sou muito de arriscar e por isso continuo a investir neste modelo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já experimentei alguns modelos Ultraboost, não consigo dar-me bem mesmo 😕

      Eliminar

Enviar um comentário

Search

Popular Posts

Análise Domyos T900C

Finalmente, o prometido já há algumas semanas! Fiquem com a minha análise à p…

Zurich Maratón de Sevilla 2019

Há momentos na vida em que temos de decidir aquilo que nos define. Eu felizment…

Corrida da Árvore 2015

Sabem uma coisa? Já andava ressacado com falta de provas. Apesar de ter ido aos…

2020.

Acho que estas últimas semanas conseguem refletir bem o que 2020 está a ser. Es…

MultiSport Weekend Coimbra 2021

Não sei começar este artigo. A última vez que escrevi sobre uma prova foi em 16…

Contact Me