2021.

Eu nem sei por onde pegar neste artigo. Aconteceu tão pouca coisa, que faltam-me as palavras para começar a escrever. Se 2020 foi um ano que basicamente só no primeiro trimestre é que participei em provas, em 2021 foi apenas no último. E pelo meio, aquela aventura em Coimbra.

O ano de 2021 foi basicamente um ano de treino. Mas refletindo a fundo, foi um ano de muitas outras coisas. Começou com a definição de ir à maluqueira que foi MultiSport Weekend Coimbra 2021. Foi uma experiência que valeu pelo caminho até ao dia da prova. Foi a primeira vez que segui uma rotina de nutrição. Atingi resultados incríveis neste campo, e senti-me como nunca. Também consegui derrotar uma lesão semanas antes da prova. Se me afetou para a prova? Eu sei lá. Tendo em conta o que a prova foi, acho que teria dado merda de qualquer forma. Nem que eu tivesse preparação física para fazer 2h20m à maratona.

Uns meses depois decidi aceitar mudar da cor verde para a cor azul, e assim me juntei ao Belenenses. Um grupo fantástico no qual ainda me estou a integrar! E com isso também vieram o regresso às provas. Mais uma vez voltei a seguir uma rotina de nutrição, mas de uma forma mais descontraída. Fiquei a conhecer o meu corpo com a primeira experiência na primeira metade do ano, e assim consegui controlar mais facilmente o que funciona melhor e pior para atingir os resultados desejados.


Esse maior controlo da nutrição aliado a umas excelentes semanas de treino, resultaram num resultado que o Vitor de há quase 10 anos julgava impossível: 32m27s no Grande Prémio de Natal. Se é um recorde pessoal ou não, deixo essas discussões para o Facebook. Que a marca fica no meu histórico, isso fica com certeza.

E é isto. Na verdade o treino dos meus últimos meses foi projectado para dia 31 de Dezembro, para a minha prova predilecta São Silvestre da Amadora. Mas graças à pandemia (dois anos desta merda) tudo cancelado outra vez. Sabe o Deus das corridas durante quanto tempo e se vão voltar brevemente.

Claro que não posso deixar de falar sobre as minhas aventuras pelo YouTube. Durante a primeira metade do ano, lancei praticamente um vídeo por semana, e adorei a experiência. Aprendi muita coisa! E verdade seja dita que se nunca desprezei o trabalho feito pelos "YouTubers", comecei ainda respeitar mais o trabalho dos mesmos. Se tiverem interesse, podem espreitar aqui. Se vou voltar a fazer vídeos? Vontade não falta... falta é o tempo!

Para 2022, se esta merda que nos lixa a vida deixar, o objetivo é continuar a apostar no máximo até à meia-maratona. Quero pelo menos repetir uma prova de 10km na casa dos 32 minutos e se houver oportunidade melhorar a minha marca à meia. E é isto. Parece que estou a ser pouco ambicioso mas acho que principalmente para quem anda fora deste mundo nem sonha o que isto vai custar. E se sequer é possível para mim. Veremos.

Um Bom Ano para todos! Bons treinos e acima de tudo divirtam-se a correr. Isso é sempre o mais importante!

2021
janeiro 10, 2022
1

Comentários

  1. Que esta merda de pandemia vá de vela de vez e que nos deixe viver normalmente. Muita saúdinha que o resto a malta conquista. Abraco

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Search

Popular Posts

Análise Domyos T900C

Finalmente, o prometido já há algumas semanas! Fiquem com a minha análise à p…

Zurich Maratón de Sevilla 2019

Há momentos na vida em que temos de decidir aquilo que nos define. Eu felizment…

Grande Prémio de Natal 2021

Nem sei por onde começar. Por um lado o resultado final ultrapassou completam…

Corrida da Árvore 2015

Sabem uma coisa? Já andava ressacado com falta de provas. Apesar de ter ido aos…

As minhas duas últimas provas pelo Vitória Futebol Clube

Olá! Lembram-se de mim? O meu último post foi a 13 de Julho. Nem me apetece faz…

Contact Me