terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Meia Maratona dos Descobrimentos - 10Km

295 dias. Quase 10 meses sem fazer uma prova de 10km. 190 dias. Quase 6 meses sem fazer uma prova com uma preparação real. É incrível o que uma lesão nos pode fazer a nível competitivo. Mas na realidade não se resume apenas a isso. Esta época já fiz os 20km de Almeirim e a Meia Maratona de Abrantes mas na verdade essas provas nunca deveriam ter constado do meu plano. Foi casmurrice minha ir a essas provas mesmo sabendo que não tinha a preparação adequada. Mas desta vez foi diferente.

A minha preparação nas últimas semanas tem sido direcionada para provas mais curtas. A lesão no adutor já começa a ficar para trás e o corpo finalmente começa a assimilar os treinos e a conseguir atingir os ritmos com que estava antes da lesão. O objetivo destes 10kms englobados na Meia Maratona dos Descobrimentos era testar exatamente como é que eu estava a nível competitivo.

Ao contrário do ano passado em que estava um grande temporal, este domingo havia um sol fantástico tal como um frio desgraçado. Nada como fazer o aquecimento de fato de treino e de luvas não resolva. Problema? Gerir o tempo do aquecimento. Faltavam cinco minutos para a prova começar e eu ainda tinha de ir do CCB ao parque de estacionamento do Estádio do Restelo para me despir e ir para a partida. Como ainda tinha o relógio ligado, cheguei a ver o ritmo a 3:40/km. Bom aquecimento.

Cheguei ao bloco de partida faltava menos de um minuto para a partida. O problema é que eu pensava que a partida era às 9:30 quando na verdade era às 9:35. Esperto. Senti o nervosismo a passar-me nos músculos como já há meses que não sentia. Pensava que estava com os músculos tensos, ia fazendo alongamentos dinâmicos mas era tudo nervosismo a falar. Sinal de partida e tudo ficou para trás.

Primeiras centenas de metros com muita gente a ir para a frente. Arrisquei num ritmo alto mas controlado. Percebi que tinha vindo gente mais forte aos 10km do que à meia maratona e que não valia a pena pensar na classificação. Naquele momento o que interessava era o ritmo. Aos 2 quilómetros fizemos uma viragem e percebi que o jogo mudava: vento contra.

Fonte: A Minha Corrida
Por esta altura já seguia sozinho e só mais tarde iria conseguir ultrapassar alguns atletas. O 3º e 4º quilómetro foram feitos no ritmo que estava à espera. Mas a partir desse momento comecei a decair. Ainda consegui passar aos 5km com 17m03s, conseguindo fazer o me foi pedido pelo meu treinador (passar entre os 17m00s e 17m05s). Mas a partir dai decai para a casa dos 3:30/km e mesmo forçando o ritmo, não estava a conseguir ir ao ritmo que desejava.

Nova viragem e de repente silêncio. Deixei de ouvir o vento a soprar nos ouvidos e usei isso com alento. A partir desse momento o jogo mudou, outra vez. O ritmo aumentou logo e comecei a aproximar-me rapidamente de atletas que seguiam à minha frente. Ultrapassei 2/3 atletas e quando dei por mim já estava a entrar no último quilómetro. Ainda seguia no meu campo de visão um atleta do Belém Runners e utilizei isso como incentivo. O 10º quilómetro foi feito a 3:09/km e os últimos 100m a 3:02/km...

Fonte: A Minha Corrida
Terminei a prova em 7º da geral e 5º sénior, com o tempo de 34m14s. E a média? 3:23/km. Objetivo cumprido. Se gostava de ter ido ao pódio? Gostava. Mas foi uma prova em que estiveram presentes bons atletas e isso também contribuiu para alcançar os meus principais objetivos.

Saio desta prova com espírito renovado. Se a Meia Maratona de Abrantes já me tinha aumentado a moral, a partir de agora vou finalmente enfrentar o que ainda há de vir esta época com outros olhos. Vamos lá a isso!


Resultados: Meia Maratona dos Descobrimentos 2017 - 10Km / Meia Maratona dos Descobrimentos 2017

15 comentários:

  1. Parabéns Vitor pela excelente prova. Bom saber que a lesão já é passado. O vento não era intenso mas era tão gelado que fazia toda a diferença quando era contra. Senti bem isso na meia.
    Venham de lá essas conquistas :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Edgar. Mesmo assim uma pessoa quase nem se pode queixar face ao temporal que esteve o ano passado :)

      Um abraço

      Eliminar
  2. Excelente prova, Vítor!
    Agora é dar seguimento ao bom trabalho de recuperação que tens feito!
    Boa sorte para as próximas provas! Um abraço!

    ResponderEliminar
  3. Excelentes indicações!
    Muitos parabéns por mais este "voo"

    Um abraço e força para as próximas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram mesmo boas indicações e sensações :)

      Um abraço

      Eliminar
  4. Boa prova. É bom estares a melhorar.

    "o tempo de 34m14s. E a média? 3:23/km"

    34:14 é 3:25.4/km

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais, obrigado.

      Sim isso era verdade se a prova tivesse 10km. Mas na verdade teve 10.1km (isto para não ser completamente preciso, pois o gps acusou 10140m). Isto é facilmente comprovável pois pelo que percebi a Xistarca considerou que o quilometro 9 foi aos 20km da meia maratona e sendo assim para esta prova não faltava apenas 1km para acabar mas sim ~1.1km.

      Eliminar
    2. O quilometro 9 foi aos 20km da meia maratona? Isso é um lapso gigante e algo amador da Xistarca. :/

      Eliminar
    3. Eu não vi nenhuma placa com a marcação dos 9km... aliás a partir da viragem aos 7/7.5km nunca mais vi nenhuma marcação da corrida dos 10km. Posso ter sido apenas eu que não vi mas não me parece...

      Eliminar
  5. Esse ultimo km, damn!! Parabéns, estás a voar!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pela excelente prova e que as lesões estejam para trás das costas!
    Também senti muito a diferença entre o ir e o voltar na meia maratona. Como na nossa prova a volta aconteceu mais tarde, até calor senti, como se fosse verão...
    Força aí!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calor não senti, mas acabei a prova bem quentinho eheheh :)

      Obrigado!

      Eliminar