quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Meia Maratona dos Descobrimentos 2018

Cada vez mais me convenço que uma das melhores formas de treinar e de nos transcendermos é treinar em prova. Aquele limite do "estou apenas a treinar..." mistura-se de uma forma perfeita com o factor psicológico de estarmos num ambiente competitivo. E no domingo não foi exceção.

São casados? Não? Então deixem-se estar quietos. Estou a brincar (ou não)! De sábado para domingo dormi umas 4/5 horas pois estive de volta de coisas relacionadas com o meu casamento e é óbvio que na manhã de domingo não estava propriamente bem tratado. O meu treinador tinha-me tinha dito para ir apenas treinar aos Descobrimentos (para me convencer disso ainda me pôs 30m + 8x1km no dia anterior...) e depois de tão poucas horas dormidas fiquei convencido que não podia arriscar a fazer a prova para competir.

Mesmo assim cheguei cedo a Belém, reuni-me com as tropas do Vale Grande e fiz um pouco do aquecimento com eles. Depois parti para 4km a um ritmo de 4:00/km por ordem do meu treinador. Situação caricata: só a certa altura desta parte do treino é que me apercebi que ia no meio da prova dos 10km! Digamos que deixei algumas pessoas confusas pois toda a gente sabia que eu ia à Meia Maratona.

A partida da prova foi tranquila. Demasiado tranquila até. Sabia que havia alguns atletas que iriam estar seguramente nos 5 primeiros lugares mas estava a estranhar aquele ritmo calmo. Mas sabia que estava numa meia e que mais tarde ou mais cedo alguém ia disparar. Dito e feito, aos 5km o grande grupo que seguia na frente abriu completamente e começou-se a separar o trigo do joio. Mesmo assim foi agradável ver no final que os 10 primeiros lugares foi abaixo da 1h14m. Como podem ver aqui e aqui, já fiz duas vezes abaixo da 1h14m e sempre nos primeiros 5 lugares. Portanto a prova está-se a tornar mais interessante para os atletas da frente, o que me agrada pois esta é sem dúvida a melhor Meia Maratona que Lisboa tem para oferecer.

O bom de ir a treinar numa prova é poder focar-me em apanhar um bom grupo para conseguir ir motivado. E se apanhei um bom grupo! Até aos ~12km fomos sempre um grupo agradável de 5/6 atletas (onde se incluía o meu colega de equipa Kikas que tentei puxar até ele ter uma quebra), em que íamos puxando o grupo à vez. Como ia só a treinar fui com gosto mais vezes para a frente para ajudar o pessoal que seguia no grupo.

Fonte: Fernanda Silva
Outra coisa fantástica foi ter energias para conseguir responder a quase todos os incentivos que fui recebendo ao longo da prova. E foram tantos... Acabei esta prova de coração cheio. Não me canso de agradecer o vosso apoio. Sou apenas um atleta que leva um hobbie demasiado a sério e o facto de receber a admiração e apoio de outras pessoas é soberbo. Obrigado!

Aos 13km já só seguia com mais dois atletas que viriam a ser a minha companhia até final da prova, o Pedro Machado e Rui Cabeças. Foram uma excelente companhia e até deu mesmo para conversar com o Pedro sobre os meus planos para o futuro. No meio disto ainda houve situações engraçadas tal como eu e o Pedro distrairmos-nos com a conversa e termos uma quebra no ritmo e o Rui não vai de modas e "manda-nos" calar e continuar a puxar! Nos últimos quilómetros o Rui que nos tinha pedido para o puxar ainda nos picou mais umas vezes para andarmos mais rápido!

Fonte: Diogo Baena
Deu para no final ainda apostar numa mudança de ritmo e acabar mais rápido e solto do que em qualquer treino. Terminei a meia maratona com 1h16m09s e mesmo assim ainda deu para um 14º lugar da geral e 10º do escalão.

Fonte: RUN 4 FFWPU
Tenho tantos artigos para escrever que nem vos passa pela cabeça. Mas infelizmente (ou felizmente!) ando completamente sem tempo pois a vida pessoal e profissional consomem grande parte do meu tempo. Dar para treinar quase todos os dias já é uma sorte! Mas fiquem desse lado e continuem a acompanhar o meu cantinho que eu prometo não me esquecer de vocês!

Resultados: http://xistarca.pt/resultados/meia-maratona-dos-descobrimentos

6 comentários:

  1. Eu fui uma dessas pessoas! Ia eu no meu ritmo lento quase parado nos 10km, quando te vejo passar mesmo ao meu lado... Só me saiu um "o que é que este anda aqui a fazer?!"... Claro que andavas 'só' a aquecer :)

    Parabéns pelo teu treino! É mesmo um luxo treinar assim, é poder fazê-lo com esse espírito e boa companhia, é o melhor que se pode querer para um treino!

    Bons treinos e bons preparativos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheh pois foi uma situação caricata :)

      Muito obrigado!

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Muitos parabéns Vitor.
    "Outra coisa fantástica foi ter energias para conseguir responder a quase todos os incentivos que fui recebendo ao longo da prova. E foram tantos... Acabei esta prova de coração cheio" compreendo-te tão bem! Acredita que sim!

    Pessoalmente percebo muito bem o público, ou a falta dele, pois nesse mesmo dia fiz a maratona de Valência, onde segundo dados da organização, tiveram mais de 200 mil espectadores e 210 pontos de animação, e se há coisa que os Espanhóis sabem fazer, é festejar!

    Tenho tanta pena de por cá as provas de atletismo não serem assim, pois a diferença é gigantesca.

    Um grande abraço e bom 2019,
    Vamo-nos vendo por ai

    ResponderEliminar
  3. Não sabia que tinha feito a Maratona de Valência! Espero que tenha corrido bem!

    E mesmo uma pena que por cá as provas sejam tão pobres... Somos mesmo diferentes dos outros países. Se fosse futebol...

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  4. Gostei de te encontrar na S. Silvestre, bom ano :)

    ResponderEliminar