Comprei um telemóvel para levar nos treinos

Sim eu sei isto é um artigo com um título no mínimo estranho. Mas acredito que será fácil de entender para muitos de vocês. Para quem faz trail, pode parar de ler aqui. Vocês levam a casa às costas, e o telemóvel faz parte checklist habitual de material de treino e prova. O resto pode continuar.

Há quase 10 anos que corro. Lembro-me perfeitamente de correr com o meu velhinho Sony Ericsson Live with Walkman e ser o meu parceiro para registar o treino. Aliás, lembro-me que foi com ele que uma manhã saí de casa com o objetivo em mente de fazer 10km na casa dos 40 minutos e quando ouvi o speaker do telemóvel a anunciar os 10kms de ter festejado no meio da estrada feito maluquinho. Mas desde o momento em que comprei o meu primeiro Garmin no OLX por 50€ (foi o Forerunner 205 seus nerds de relógios), que o telemóvel passou a ficar em casa.


O facto de gostar de correr completamente desconectado do mundo, e honestamente um pouco mais leve (papel higiênico e a chave de casa continuam a ser as coisas obrigatórias no bolso dos calções), sempre me fizeram pôr por completo de parte levar qualquer telemóvel comigo nos treinos. Mas a vida muda, e existem acontecimentos que começam a não nos deixar indiferentes. Começas a perceber que a qualquer momento, alguém próximo pode precisar de falar contigo com urgência e o facto de não estares contactável é uma grande frustração.

Com estes pensamentos em mente, finalmente acabei por tomar a decisão de comprar um telemóvel secundário. A minha escolha foi um iPhone SE de primeira geração, usado. Comprei na Forall Phones  (sem qualquer tipo de patrocínio, apenas faço referência porque gostei do serviço da loja) mais pela garantia que era um dispositivo em condições. Mas porque não levar comigo o telemóvel que uso no dia a dia? Epa vejam por vocês próprios:


Este telemóvel acabou por ser uma escolha estupidamente acertada porque cabe-me no bolso de todos os calções que tenho. A outra solução é levar no Compressport Freel Belt. E é tão leve que não me faz confusão nenhuma. Como extra, tenho um dispositivo que me permite ouvir a minha música e podcasts mais facilmente do que usar o meu Garmin para esse efeito. Para cumprir o objetivo de ficar contactável, comprei um cartão pré-pago da Vodafone (ainda me lembro de haver tarifários que se podiam usar sem pagar…). Só a família próxima é que tem esse número e assim vai continuar.


Eu sei que este assunto não tem consenso e muitos de vocês mesmo assim preferem sair de casa de propósito para não estarem contactáveis e respirarem a liberdade da corrida. Outros nem sequer põe a hipótese de não estarem contactáveis.

E tu em que equipa estás? Contactável? Ou não me chateiem que agora estou a treinar?
divagações
fevereiro 6, 2022
6

Comentários

  1. Sem telemóvel! Só o levo em circunstâncias muito especiais, como ir fazer longos e a minha mulher a ficar em determinado local para dar reabastecimento. Aí levo para algum eventual desencontro.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo perfeitamente. Eu nem para isso levava, mas pronto agora anda praticamente sempre comigo nos treinos! Um abraço!

      Eliminar
  2. Sempre em conctacto e com companhia musical que às vezes nem dou por ela, entro em modo concentração, o cérebro desliga e começa o "silêncio" .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim quantas vezes estou a treinar e a ouvir um podcast e do nada apercebo-me que não ouvi os últimos 10 minutos :)

      Eliminar
  3. Correr sem musica sempre! Por segurança e mesmo por gostar de disfrutar do momento. Mas adoro musica e passo o dia a ouvir música enquanto trabalho. Quando treino não levo telemóvel excepto quando vou sozinho para nenhures pelos montes na aldeia. Mas penso sempre que por alguma emergência deveria estar contactavel ou precisar de contactar alguem... se calhar tenho de pensar numa solução parecida ;) um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto para mim está a ser muito estranho levar um telemóvel comigo após tantos anos sem o fazer.. mas a verdade é que sinto um descanso brutal por o fazer porque sei se a minha familia precisar de mim por causa de alguma emergência (eles próprios sabem que não devem ligar para aquele número se for para eu não me esquecer de comprar pão lol) podem ligar à vontade. Quanto a ouvir música... eu uso isto https://www.aquelequegostadecorrer.com/2020/02/analise-aftershokz-air.html por isso estou super confortável com isso :)

      Um abraço!

      Eliminar

Enviar um comentário

Search

Popular Posts

Análise Joma R.3000

Não há dúvida que a palavra carbono veio revolucionar o mercado dos ténis . Des…

Parei um treino a meio e estou bem com isso

Nós atletas somos obcecados. Ora seja com tempos, com horários de treino, com a…

Comprei um telemóvel para levar nos treinos

Sim eu sei isto é um artigo com um título no mínimo estranho. Mas acredito que…

A minha experiência com as famosas placas de carbono - Parte 2

A vida é feita de experiências. Estas experiências são o que nos moldam a perso…

Análise Kiprun Ultralight

O meu início no mundo da corrida a nível de calçado começou como tantas outras …

Contact Me